Roger deixa titularidade em segundo plano no Cruzeiro

Principal opção para substituir o titular Gilberto na partida que o Cruzeiro fará contra o Colo-Colo, na próxima quarta-feira, às 19h30, no Mineirão, pela Copa Libertadores, o meia Roger deixou a titularidade em segundo plano ao comentar a chance de disputar, pela primeira vez, um confronto desde o seu início com a camisa da equipe de Belo Horizonte.

AE, Agencia Estado

23 de fevereiro de 2010 | 15h47

Para o lugar do suspenso Gilberto, o experiente Roger concorre por uma vaga com o jovem Bernardo, de 19 anos, mas evitou cobrar um lugar na equipe depois de ter entrado no time durante o jogo contra o Atlético-MG e sido decisivo para a vitória por 3 a 1 sobre o rival, no clássico do último sábado, no Mineirão.

"Estou muito feliz, mas com os pés no chão. O trabalho tem que continuar sério e a dedicação ao máximo. O treinador (Adilson Batista) vai definir as opções que ele tem e estou à disposição dele, independentemente de começar ou esperar para entrar depois. O importante é que a gente consiga vencer o jogo", afirmou Roger.

O meio-campista admitiu que precisa melhorar a forma física para poder ser escalado como titular, depois de ter atuado por duas temporadas no futebol do Catar.

"Lógico que estou ainda em desvantagem em relação aos companheiros, dentro daquilo que eles trabalharam na pré-temporada. Eu vinha de um campeonato que não é tão disputado e a gente não treina com uma intensidade tão alta. Mas eu cheguei em uma fase em que os treinamentos mais fortes acabaram e aquilo que falta vou pegar devagar nos jogos", garantiu.

Por causa da condição física, Bernardo tem boa chance de começar como titular, mas também preferiu não defender a sua escalação como mais vantajosa para o time. "O Cruzeiro tem jogadores de qualidade. Estou com os pés no chão, trabalhando, a cada dia que passa é um treinamento diferente a que eu procuro me adaptar, me dedicar mais ao posicionamento que o Adilson cobra", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroRogerBernardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.