Roger diz que respeita a Ponte Preta

Se a Ponte Preta espera contar com um eventual excesso de confiança por parte do Corinthians para sair de campo com a vitória no Moisés Lucarelli, é melhor arrumar outra tática para retomar a liderança do Campeonato Brasileiro. Entre os jogadores do time do Parque São Jorge, até mesmo aqueles que vieram de grandes equipes e são considerados galácticos, como o meia Roger, mostram respeito ao time campineiro, comandado por Zetti, especialmente porque não vem de bons resultados e vai querer a reabilitação diante da sua torcida, onde costuma conseguir os melhores resultados. "A Ponte é um adversário que sempre complica", diz o jogador, lembrando da pequena diferença de pontos entre as equipes na classificação do Campeonato Brasileiro.Segundo Roger, outro fator a ser levado em consideração com relação ao adversário é o currículo de alguns jogadores que já passaram por grandes clubes e podem fazer a diferença durante a partida, já que não devem se deixar intimidar pela tradição da camisa adversária. "A Ponte é um adversário muito perigoso e tem jogadores bem experientes, como o Galeano (que jogou e ganhou títulos no Palmeiras durante a Era Parmalat). Além disso eles também têm uma defesa bastante compacta , com a qual precisamos prestar atenção", avalia o meia corintiano.Deixando a qualidade da Ponte de lado e pensando exclusivamente no Corinthians, Roger sabe que o time sequer poderá pensar em empatar em Campinas, pois com esse resultado dificilmente manterá a liderança do Campeonato Brasileiro, conquistada a duras penas. "A gente perdeu para o São Caetano, que sempre é uma pedra no nosso caminho, e empatou com o Inter, o que pode até ser considerado um bom resultado (o time jogou em Porto Alegre). Mas não podemos mais bobear porque os outros times já encostaram na tabela e podem nos superar", alerta o meia corintiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.