Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Roger, do São Paulo, com um pé no Santos

A notícia da contratação de reforços sempre mexe com os jogadores que já estão no elenco de um time e, por isso, a diretoria do Santos procurou hoje esconder de todas as formas as negociações para a transferência do goleiro Roger, do Morumbi, para a Vila Belmiro. O atleta é praticamente do Santos, mas o São Paulo só pretende liberá-lo depois da Libertadores. Para os santistas, não há problemas, já que só podem mesmo inscrever jogadores para o Brasileiro. O presidente Marcelo Teixeira, por outro lado, confirmou na TV Tribuna que a contratação do meia Ricardinho já está apalavrada, mas negou que o contrato já tenha sido assinado. Mas dificilmente o clube faria uma contratação dessa sem a assinatura de um compromisso. É que ela envolve até mesmo a contratação de advogados para auxiliar o jogador a conseguir se livrar da multa de R$ 2 milhões prevista na rescisão de seu contrato com o São Paulo. O clube da capital não faz acordo para baixar esse valor, restando ao atleta tentar na justiça sua liberação se quiser defender algum clube brasileiro este ano. O técnico Vanderlei Luxemburgo manteve sua posição costumeira em relação a perguntas que envolvem a contratação de jogadores. "Vou ficar devendo essa. Vamos falar no jogo contra o Once Caldas?". Ele não comenta esses assuntos por serem administrativos. Já o meia Elano revelou que "o Ricardinho é um grande jogador, que fez história no futebol", mas que ele continuará mantendo sua rotina de trabalhar forte para garantir a condição de titular. "Vou continuar minha luta", comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.