Lucas Uebel| Divulgação
Lucas Uebel| Divulgação

Roger elogia atuação do Grêmio e lamenta empate no fim: 'Foi um crime'

Para técnico, partida deste domingo foi 'uma das melhores atuações coletivas na temporada'

Estadão Conteúdo

29 Agosto 2016 | 08h51

O técnico Roger Machado lamentou muito o empate do Grêmio com o Atlético Mineiro por 1 a 1, no último domingo, em Porto Alegre, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Avaliando que o seu time teve uma das melhores atuações sob o seu comando, classificou como "crime" o tropeço como mandante que impediu a sua equipe de voltar ao G4 da competição.

"Foi um crime. Uma das melhores atuações coletivas que a gente teve na temporada e no período todo em que estou aqui. A gente pouco permitiu que o talentoso time do Atlético criasse. No segundo tempo, com os jogadores que vieram do banco do Atlético, fizemos o gol e tivemos três ou quatro chances de definir a partida", disse.

Destacando o domínio que o Grêmio teve do duelo, Roger elogiou a atuação do goleiro atleticano Uilson e a produção ofensiva da sua equipe, mas reconheceu que faltou eficiência para ampliar a vantagem e assegurar o triunfo, que acabou escapando no fim, com o gol marcado por Robinho.

"O goleiro do Atlético fez quatro boas intervenções em chutes difíceis. E em outras a gente finalizou mais de média distância. Poderíamos ter definido, não fizemos, assim como em outros momentos. Prefiro lamentar quando a gente não cria. Mas a eficiência foi determinante para o empate", afirmou.

O empate de domingo deixou o Grêmio com 36 pontos e em sexto lugar no Brasileirão, ainda que com um jogo a menos em relação aos seus principais concorrentes. O time volta a jogar no próximo domingo, diante do Botafogo, fora de casa, em duelo adiado da 19ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.