Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Roger evita polêmica com Romero e críticas a Lucas Lima; Marcos Rocha se irrita

Palmeirenses comentam lance protagonizado pelo atacante paraguaio durante o clássico

Estadão Conteúdo

13 Maio 2018 | 19h58

O técnico Roger Machado minimizou um lance polêmico envolvendo o atacante corintiano Romero na derrota que o Palmeiras sofreu neste domingo, na Arena Corinthians, onde caiu por 1 a 0 no clássico válido pela quinta rodada do Brasileirão. Aos 40 minutos do segundo tempo, o paraguaio recebeu lançamento, dominou no peito e faz embaixadinhas com a cabeça. O lance irritou os jogadores do Palmeiras.

+ Roger lamenta novo revés contra rival e elogia sistema defensivo corintiano

"Não vamos falar ou então vamos levar para o outro clássico. Acaba tirando o foco do jogo. Não vi desrespeito, talvez a bola tenha quicado mais alto e ele controlou a bola na cabeça. Não dá para estimular nada, debater nada, além do jogo. Vamos analisar o que aconteceu dentro do jogo. Que bom que tenha ficado só no campo", disse o treinador.

"A gente não pode agredir o adversário, tem que manter a calma. O engraçado é que ele (Romero) só faz isso (provocações) quando está ganhando", criticou o lateral-direito Marcos Rocha, um dos mais exaltados após o lance de Romero.

Roger também evitou criticar o meia Lucas Lima. Durante entrevista coletiva, o treinador foi questionando se faltava ao jogador uma boa atuação em uma partida grande, difícil, disputada pelo time palmeirense. "O jogador passa por momentos bons e outros nem tanto. Em alguns jogos atua bem e outros nem tanto. Não vejo o Lucas devendo em jogos grandes. Hoje, coletivamente, nosso time não conseguiu fazer o seu jogo"

O Palmeiras volta a campo na quarta-feira, contra o Junior Barranquilla, em casa, pela Copa Libertadores. Já classificado às oitavas de final, o time palmeirense jogará com o objetivo de garantir a melhor campanha da primeira fase da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.