José Tramontin/athletico.com.br
José Tramontin/athletico.com.br

Róger Guedes anota golaço, mas Corinthians cede igualdade ao Athletico-PR no Brasileirão

Equipe de Vítor Pereira pode ver rival Palmeiras abrir vantagem na liderança do torneio nacional

Almir Leite, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2022 | 23h40

O Corinthians saiu na frente, mas cedeu o empate ao Athletico Paranaense na noite desta quarta-feira, e desperdiçou a chance de voltar à liderança do Campeonato Brasileiro. Com o 1 a 1 na Arena da Baixada, o time alvinegro permanece em segundo lugar, com os mesmos 22 pontos do Palmeiras, mas com saldo de gols inferior. O time paranaense, com 18 pontos, entrou no G4, em quarto lugar, ainda que provisoriamente.

O Athletico conseguiu quatro escanteios a seu favor nos primeiros 1 minuto e 24 segundos de jogo. Com pouco mais de dois minutos, Cássio teve de fazer uma difícil defesa em chute de Pablo. Era a mostra da disposição do time paranaense em pressionar.

Mas no futebol, o que vale é a eficiência. Na primeira vez que o Corinthians conseguiu passar do meio de campo, Willian tabelou com Róger Guedes e sofreu falta perto da área. Rogér Guedes tomou a frente e bateu, com grande categoria, no ângulo de Bento. Um golaço. Bela maneira de encerrar um jejum de quase dois meses - 10 jogos - sem marcar.

O gol aos 5 minutos definiu como seria a etapa. O time do Athletico tentando dar velocidade ao jogo, em busca do empate, mas demonstrando nervosismo e precipitação, e o Corinthians cadenciando, procurando valorizar a bola quando tinha a posse.

A partida continuou movimentada, e embora Pablo e Cuello tenham tido, na parte final da etapa, boas oportunidades, o Corinthians mostrou um futebol bem mais coordenado que a equipe da casa. Com isso, controlou a partida.

O segundo tempo não mudou muito, até Felipão mexer no time. Ele tentou dar novo fôlego ao Athletico mexendo no ataque - Pablo saiu porque se machucou - e o volume da equipe melhorou um pouco. Muito graças ao garoto Vítor Roque, de 17 anos, veloz e habilidoso. Ele acertou a trave de Cássio e o time passou a ter mais chances.

Vítor Pereira percebeu que o Corinthians estava perdendo o meio de campo e mudou o setor, colocando Roni e Renato Augusto. Mas cinco minutos depois de entrar Roni atrapalhou os planos do treinador ao trocar agressões com Hugo Moura e ser expulso junto com o volante athleticano.

A situação piorou ainda mais para o Corinthians quando Raul Gustavo, de maneira infantil, empurrou Vítor Roque na área, num lance em que o atacante do time paranaense não representava perigo. Pênalti que Terans cobrou para empatar, aos 36 minutos. Depois disso, o Corinthians procurou não correr mais riscos e o Athletico não ficou atrás. Os dois times se contentaram com o empate.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 1 x 1 CORINTHIANS

GOLS: Róger Guedes, aos 5 min do 1º tempo. Terans, aos 36 do segundo.

ATHLETICO-PR: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nicolás Hernández e Abner Vinícius; Hugo Moura, Matheus Fernandes (Léo Cittadini) e Terans (Erick); Marcelo Quirino (Mateus Babi), Pablo (Vítor Roque) e Cuello (Vitinho). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Gil, Raul Gustavo e Lucas Piton; Cantillo (Roni) , Du Queiroz, Adson, Guiliano (Renato Augusto) e Willian (Fábio Santos); Róger Guedes (Wesley). Técnico: Vítor Pereira.

JUIZ: Leandro Pedro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS: Rafael Ramos, Terans, Róger Guedes e Abner

CARTÃO VERMELHO: Hugo Moura e Roni.

PÚBLICO E RENDA: Não fornecidos.

LOCAL: Arena da Baixada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.