REUTERS/Carla Carniel
REUTERS/Carla Carniel

Róger Guedes faz 3 e comanda vitória tranquila do Corinthians sobre o Avaí no Brasileirão

Time alvinegro conta com o apoio da torcida na Neo Química Arena e soma segundo triunfo no torneio nacional

Gonçalo Jr, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2022 | 21h03

Com grande atuação do atacante Róger Guedes, autor de três gols, o Corinthians superou o Avaí com tranquilidade por 3 a 0 neste sábado, na Neo Química Arena. Foi a segunda vitória seguida da equipe no Campeonato Brasileiro – na estreia, 3 a 1 sobre o Botafogo no Rio.

Paralelamente aos destaques individuais – além de Guedes, os volantes Du Queiroz e Maycon foram bem -, o time se destacou por um ótimo jogo coletivo, principalmente no primeiro tempo.

O Corinthians começou o jogo pressionando o rival, marcando a saída de bola e atacando com velocidade, principalmente pelos lados do campo. O lateral Rafael Ramos, recém-contratado do Santa Clara, de Portugal, estreou e se mostrou bastante ofensivo. No meio, Du Queiroz e Maycon se alternavam na chegada ao ataque. Com o rival desnorteado, o gol não demorou a sair. Du Queiroz avançou desde o meio-campo, entrou na área e a bola sobrou para Róger Guedes finalizar com facilidade. Eram apenas 8 minutos.

O técnico Vítor Pereira preservou algunas atletas em razão do desgaste físico. Foi o caso de William e Paulinho, titulares nos últimos cinco jogos. Com isso, o time alvinegro adotou uma formação mais jovem, com seis jogadores da base. A média de idade também caiu, com apenas três titulares com mais de 30 anos: Cássio, Renato Augusto e Júnior Moraes.

Sempre sufocando os catarinenses, o time da casa ampliou o placar aos 24. Róger Guedes arrancou pela esquerda, cortou para o meio da área e finalizou no contrapé do goleiro Douglas. Foi uma jogada individual do artilheiro do clube na temporada com seis gols.

Uma das chaves para a boa atuação do Corinthians foi a escalação de dois volantes (Du Queiroz e Maycon) que são rápidos, dinâmicos, que marcam e saem para o jogo. Os dois se alternavam na chegada ao gol adversário, confundindo a defesa. Além disso, eles permitiam maior liberdade para Renato Augusto. Foi assim que Du Queiroz quase marcou aos 41, em um chute de fora da área.

O primeiro tempo foi todo do Corinthians a não ser por um chute potente de Copete, ex-Santos, que Cássio defendeu com uma bela ponte aos 33.  

Os erros de passe do Corinthians no segundo tempo e uma postura mais ofensiva do Avaí deram a impressão de que o time catarinense poderia engrossar o jogo. Cássio interrompeu essa impressão logo aos 8, quando defendeu chute de Eduardo cara a cara. O jogo praticamente se definiu no lance seguinte. Róger Guedes aproveitou assistência de Giuliano e fez o terceiro – dessa vez ele estava no meio da área, como um centroavante.

Com o placar definido, o treinador corintiano preservou mais alguns atletas, mas chegou a esbravejar no banco de reservas com o fato de o time ter diminuído o ritmo logo após o terceiro gol.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 0 AVAÍ

CORINTHIANS: Cássio, Rafael Ramos, João Vítor, Raul Gustavo e Piton; Du Queiroz, Maycon (Roni) e Renato Augusto (Giuliano); Adson (Mantuan), Júnior Moraes (Willian) e Róger Guedes (Giovane).  Técnico: Vitor Pereira

AVAÍ: Douglas Friedrich; Kevin, Bressan, Arthur Chaves e Bruno Cortez; Raniele (Jean), Bruno Silva, Vinícius Leite (Eduardo) e Morato (Bentinho); Copete (Bissoli) e Muriqui (Marcinho). Técnico: Eduardo Barroca

GOLS: Róger Guedes, aos 8, aos 24 do 1º T e aos 9 minutos do 2º T.

CARTÕES AMARELOS: Bruno Silva e Roni

JUIZ: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

PÚBLICO: 30497 pagantes

RENDA: R$ 2.058.127,30

LOCAL: Neo Química Arena (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.