Carla Carniel / Reuters
Carla Carniel / Reuters

Roger Guedes marca na estreia e salva o Corinthians da derrota contra o Juventude

Atacante faz belo gol de falta e garante o empate por 1 a 1, nesta terça-feira, na Neo Química Arena

Glauco de Pierri, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2021 | 23h40

Atrás da sua quarta vitória consecutiva no Brasileirão, Sylvinho não hesitou e mandou a campo o Corinthians com um dos principais reforços do clube – o atacante Roger Guedes, que fez sua estreia pela equipe com a sua incomum camisa de número 123. Depois de um jogo difícil, em que ficou atrás do placar na maior parte do jogo, o Alvinegro buscou o empate com o Juventude por 1 a 1 já na parte final da partida, com um belo gol de falta, justamente do estreante da noite.

Roger Guedes não jogava uma partida havia oito meses, não fazia um gol desde dezembro de 2020 e disputava sua primeira partida pelo Corinthians no estádio onde marcou seu primeiro gol como profissional, em 2014, quando defendia o Criciúma contra o seu atual clube. 

Logo no começo do jogo, o Corinthians viu que o Juventude tinha uma proposta bem definida – uma marcação forte e precisa em cima dos meias do rival e ainda explorar a boa fase do atacante Ricardo Bueno. 

Aos 31, o Juventude abriu o placar. Paulo Henrique fez boa jogada pela direita e cruzou para o próprio ex-palmeirense, que “atacou” a bola, saltou entre a marcação de João Victor e Fagner e cabeceou com precisão, sem chance para Cássio.

O segundo tempo começou e o Juventude seguia com maior intensidade. O Corinthians pouco chegava ao gol de Marcelo Carné até que Sylvinho tirou Renato Augusto e colocou Luan e ainda mandou Gabriel Pereira no lugar de Gustavo Mosquito. 

Por necessidade do resultado, o Corinthians acuou o Juventude. O time ficou mais rápido e reativo e quase chegou ao empate aos 31, quando Fagner cruzou e Jô cabeceou bem, mas a bola triscou na trave direita.

Na base da insistência, o Corinthians chegou mais uma vez pela esquerda e Fábio Santos foi derrubado do lado esquerdo da área. Aos 39, Roger Guedes tinha a opção de cruzar na área, mas resolveu aproveitar a barreira de três jogadores e bateu para o gol – a bola foi certeira, sem chances para o goleiro. 

O Juventude ainda cabeceou uma bola na trave, de novo com Ricardo Bueno, e o jogo terminou mesmo empatado.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 JUVENTUDE

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel; Renato Augusto (Luan), Giuliano e Gustavo Mosquito (Gabriel Pereira); Roger Guedes e Jô. Técnico: Sylvinho.

JUVENTUDE  - Marcelo Carné; Paulo Henrique, Vitor Mendes, Quintero (Foster) e William Matheus; Jadson (Ricardinho), Guilherme Castilho (Chico) e Dawhan e Wagner (Marcos Vinicios); Paulinho Boia (Capixaba) e Ricardo Bueno. Técnico: Marquinhos Santos.

GOLS - Ricardo Bueno, aos 31 do 1º tempo; Roger Guedes, aos 39 do 2º tempo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Dawhan, Gustavo Mosquito, Gil, William Matheus, Paulo Henrique, Fagner e Capixaba.

LOCAL - Neo Química Arena, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.