Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Roger lamenta pênalti perdido por Bobô, mas exalta atuação gremista

Grêmio empata por 2 a 2 diante do Avaí

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2016 | 11h37

O técnico Roger Machado não ficou inteiramente insatisfeito com o empate por 2 a 2 do Grêmio diante do Avaí, na última quinta-feira em Florianópolis, na estreia da Copa Sul-Minas-Rio. Apesar de ver seus comandados levarem o gol que selou o resultado já nos últimos momentos do jogo, o treinador elogiou a atuação da equipe, composta quase que em sua totalidade por reservas.

"Saímos com a sensação de que não foi bom por termos o resultado nas nossas mãos por duas vezes. Mas nossa apresentação foi boa, deu para ver algumas variáveis. Primeiro, com o Lincoln mais aberto e depois, no segundo tempo, mais na sua característica. O jogo foi bom. Só o resultado não foi bom", avaliou.

Quando ainda vencia por 2 a 1, já no segundo tempo, o Grêmio teve a chance de matar a partida em uma penalidade. Mas o contestado atacante Bobô não aproveitou e parou no goleiro Renan. Roger eximiu o jogador de culpa e garantiu que era ele mesmo quem deveria ter cobrado o pênalti.

"Faz parte do oficio do centroavante. Ele não vai acertar sempre, mas o importante para mim é não se omitir", afirmou. "Esta é sempre a denominação. Tem uma sequência definida de três batedores. Desta vez, era o Bobô para pegar a bola e bater o pênalti."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.