Roger nega briga com Passarella

O meia Roger riu ao ser questionado pelos jornalistas se havia trocado agressões com o técnico Daniel Passarella, ao ser susbtituído no intervalo da partida em que o Corinthians empatou (2 a 2) com o Santo André. ?Não aconteceu nada disso. É claro que eu fiquei triste por mais uma vez ser substituído, mas daí a dizer que eu briguei vai uma diferença muito grande. Eu nunca brigeui na minha vida?, disse o jogador.?É claro que eu gostaria de jogar o tempo todo, mas eu tenho de respeitar a decisão do treinador e o companheiro que está entrando. Não cabe a mim discutir. Resta apenas tentar fazer melhor e descobrir onde está o problema?, acrescentou.Roger admitiu ter ficado chateado ao saber que seria substituído mas uma vez, mas evitou falar com o técniuco. ?Não falei nada com ele. É claro que eu estava chetado, mas tomei meu banho e fui até o carro ouvir música, esperando o momento de colher material para o doping. Nada além disso?. garantiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.