Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Roger pede foco na Libertadores e admite 'ajustes' no Palmeiras

Treinador reconhece peso da derrota em Itaquera, mas tenta tirar lições para estreia no torneio continental

O Estado de S.Paulo

25 Fevereiro 2018 | 07h00

A primeira derrota do Palmeiras em 2018, após oito jogos de invencibilidade, tem peso porque foi para o maior rival, o Corinthians. Mas não pode forçar o clube a mudanças drásticas, na opinião do seu treinador. Para Roger Machado, os 2 a 0 contra, no sábado, em Itaquera, devem servir de lição para o desafio desta semana: a estreia na Copa Libertadores.

+ Dudu desabafa após derrota do Palmeiras em Itaquera: 'Aqui não tem como jogar'

+ Juiz do clássico garante que marcação de pênalti não teve interferência externa

Na quinta-feira, o Palmeiras visita o Atlético Junior, em Barranquilla, na Colômbia. Até lá, o técnico palmeirense espera ver seu grupo fortalecido. Por mais que admita a necessidade de alguns ajustes depois do que observou diante dos corintianos.

"O peso da derrota em um clássico tem impacto. Foi um jogo de primeira fase do Campeonato Paulista, não pode ser divisório. Não tem como alguma coisa ser divisória em fevereiro. Mas não tenha dúvidas de que tem um peso essa derrota. Seguimos bem colocados, mas nesse momento vamos focar na Libertadores", cobrou Roger, que completou: "Prefiro ver o copo meio cheio, e não vazio".

Ele não quis entrar em detalhes do que pretende mudar na equipe, mas dificilmente Roger mexerá na sua estrutura. Apostando no 4-1-4-1, o treinador até elogiou a atuação do time no Dérbi, o qual, na sua visão, foi "equilibrado", como afirmou depois da partida em Itaquera.

"A gente sempre precisa tirar lições das derrotas. O que eu idealizei e projetei para o clássico, obviamente, não foi esse resultado. Agora, precisamos fazer ajustes. Quando a gente se depara com situações que geram dificuldades, precisamos consertar para que não aconteçam novamente", explicou.

COBRANÇA

Diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos também falou depois do primeiro tropeço da equipe na temporada - o Palmeiras acumulava seis vitórias e dois empates. 

+ Roger lamenta cochilo do Palmeiras no primeiro gol e vê clássico equilibrado

"Acho que faltou um pouquinho de jogo. A gente tem de melhorar, é assim. Nessas horas a gente tem de aprender na hora que perdeu. Não tem que ficar só lamentando situação de arbitragem, depois vocês que vão discutir isso. Pode ter certeza que aprendemos muito para, na hora certa, a gente fazer o nosso papel melhor", comentou o dirigente.

De folga neste domingo, o Palmeiras retorna às atividades na segunda-feira, às 15h30, na Academia de Futebol. Depois da estreia na Libertadores, o time volta a jogar pelo Campeonato Paulista no dia 5 de março, quando recebe o São Caetano, às 20h30, em sua arena.

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Roger Machado futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.