Roger pode desfalcar o Corinthians

O técnico Daniel Passarella ganhou uma dor de cabeça às vésperas do jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, contra o Figueirense, nesta quarta-feira à noite, no Pacaembu. Roger pode ficar de fora por causa de uma lesão muscular na parte posterior da coxa direita sofrida no treino desta segunda-feira de manhã, no Parque Ecológico.O coletivo de Roger durou menos de meia hora. Assim que sentiu a contusão, foi substituído pelo garoto Élton e, de lá, seguiu com o chefe do departamento médico do Corinthians, Paulo de Faria, para uma clínica onde realizou um exame para verificar a gravidade da lesão. O resultado será divulgado somente nesta terça-feira de manhã.Caso o resultado seja desanimador, o jogador, convocado para a Seleção Brasileira, pode ficar de fora até do amistoso contra a Guatemala, dia 27, no Pacaembu.Para piorar, o meia Hugo, substituto direto de Roger, também está fora de combate. O motivo é parecido: lesão no músculo da coxa esquerda. Hugo ficou em campo apenas dez minutos na vitória (3 a 0) sobre a Portuguesa Santista, domingo. Dinelson entrou em seu lugar.Sem Roger e Hugo, Daniel Passarella já quebra a cabeça para encontrar um substituto, caso seja necessário. Coincidência ou não, o técnico do Corinthians passou mais de meia hora conversando com o garoto Élton e o atacante Abuda no meio do gramado, ao final do treino. O segundo, aliás, foi ?titular? ao lado de Tevez, mas não está nem inscrito na competição.Quem realmente está de olho nessa vaga no meio-de-campo é Gil. Depois de 15 dias afastado também por problemas musculares, o atacante nem fala em ser titular. Por enquanto, está torcendo pelo menos para ser relacionado. ?Ainda não conversei com o Passarella, mas não tenho receio de jogar, não. Fiquei um mês afastado na pré-temporada e, quando voltei, joguei bem?, lembra o atacante. ?Eu já joguei em uma posição diferente e, caso o Passarella precise, eu posso fazer isso mais uma vez.?

Agencia Estado,

18 de abril de 2005 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.