Roger prevê pressão da torcida do Fla em Volta Redonda

Com a experiência de já ter defendido as cores do Flamengo, o meia Roger acredita que o Cruzeiro terá dificuldade para administrar a pressão da torcida rubro-negra, neste domingo, em Volta Redonda. O time carioca busca a vitória para acabar com as chances de ser rebaixado para a Série B.

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 18h50

"Sei a força do torcedor e do time, mesmo estando num momento em que precisam pontuar para sair da zona de incômodo. Será muito difícil essa batalha. O estádio vai estar cheio, a torcida empurrando, o Flamengo é um time que inflama muito junto com seu torcedor e vamos ter que usar de sabedoria para vencer", avaliou.

Com 43 pontos na tabela, o Flamengo precisa de apenas uma vitória para assegurar a permanência na Série A. Mesmo assim, Roger crê que seu ex-time se salvará mesmo se perder as duas próximas partidas no Brasileirão.

"Na minha opinião, mesmo perdendo os dois jogos, eles não caem para a segunda divisão, pela combinação de resultados, mas é lógico que para eles, quanto antes essa situação for resolvida, melhor. Mas vamos passar esses problemas para eles para o próximo jogo, vamos resolver o nosso e eles que resolvam o deles na última rodada", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.