Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Roger revela dificuldade em isolar Palmeiras de pressão externa

Técnico afirma que jogadores sentem cobranças da torcida e lamenta ansiedade em partida contra o Inter

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2018 | 07h00

Treinar o time, definir a escalação do próximo jogo, cuidar do ambiente do elenco e até barrar a influência externa. O técnico do Palmeiras, Roger Machado, revelou neste domingo que o trabalho de blindar o time da pressão de fora tem sido uma das atribuições mais difíceis nos últimos dias, quando os maus resultados atrapalharam bastante a convivência.

+ Técnico elogia atuação de Lucas Lima em vitória

+ Lateral diz que time ainda está abalado por vice no Estadual

"Mesmo blindando o vestiário, essas coisas externas acabam entrando", disse Roger após a vitória por 1 a 0 sobre o Inter, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, no Pacaembu. "O momento externo coloca pressão no time. A gente pode apontar isso para os dez primeiros minutos nossos no jogo com ansiedade e pelo final também", explicou o treinador.

Até bater o Inter por 1  a 0, o Palmeiras vivia a pressão dos tropeços recentes em sequência. O time perdeu para o Corinthians por 1 a 0 na final do Campeonato Paulista e empatou duas vezes seguidas. Na primeira, em casa, ficou no 1 a 1 com o Boca Juniors, pela Copa Libertadores, e depois, repetiu o placar diante do Botafogo, na estreia pelo Campeonato Brasileiro.

O momento de pressão do Palmeiras teve cobranças fortes de alguns torcedores sobre o atacante Dudu. O autor do gol da vitória sobre o Inter desabafou depois da partida, ao dizer que não comemorou gol em protesto. "Eu sou um cara muito emotivo, sempre procuro dar o meu melhor e às vezes as pessoas não reconhecem. Às vezes, quando você empata dois jogos, você não presta, não vale nada", disse em entrevista ao SporTV.

No trabalho de evitar o ambiente externo, uma postura utilizada pelo Palmeiras tem sido não falar na polêmica da arbitragem do clássico. Roger novamente se esquivou do tema neste domingo e os jogadores também não tocam no assunto. Nesta segunda-feira o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) vai apresentar o relatório final sobre a reclamação do clube de interferência externa na arbitragem.

O atacante Keno comentou neste domingo que a vitória sobre o Inter era fundamental para acalmar a pressão externa. "Era importante retomar o caminho das vitórias, voltar a ter confiança e não tomar gol novamente. Tudo isso foi importante. Sabemos que não foi nosso melhor jogo, mas já melhoramos em relação ao jogo passado", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.