Roger revela mágoa com diretoria do Fluminense

O zagueiro Roger demonstrou nesta sexta-feira bastante contrariedade pelo fato de não ter sido procurado pelos dirigentes do clube para a renovação de contrato. "O clube pode ter outras opções, pode não desejar contar comigo em 2009, mas poderia ter me avisado", disse, em entrevista à Rádio Globo.O jogador, autor do gol do título da Copa do Brasil em 2008, ficou fora da reta final do Campeonato Brasileiro por causa de um problema de hérnia de disco. Aos 33 anos e com uma carreira marcada por passagens longas - tem apenas dois clubes na carreira antes do Fluminense, o Grêmio e o Vissel Kobe, do Japão -, o destino de Roger pode ser o Sport. O clube pernambucano contaria com sua experiência para disputar a Copa Libertadores do ano que vem, título que o defensor conquistou pelo Grêmio, em 1995, ainda jogando como lateral-esquerdo.No início da semana, o clube havia anunciado a renovação do contrato do volante Fabinho, até o fim de 2009, e do zagueiro Luiz Alberto, até dezembro de 2010. Além das renovações, o Fluminense confirmou o acerto com três reforços para 2009: o volante Jaílton, o zagueiro Xandão e o lateral-direito Mariano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.