Roger revela mágoa com o Corinthians, mas agradece Andrés: 'Cara que admiro'

Roger revela mágoa com o Corinthians, mas agradece Andrés: 'Cara que admiro'

Centroavante marcou o gol do Ceará na vitória sobre o time paulista por 1 a 0

João Prata, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2019 | 11h30

O centroavante Roger revelou certa mágoa por ter deixado o Corinthians no início do ano. Mas também não apontou culpados pela rescisão de contrato repentina e aproveitou a partida do Ceará em Itaquera para agradecer aos amigos que fez no clube, em especial ao presidente Andrés Sanchez.

"Os amigos que fiz, alguns vou levar para a vida. Primeiro o presidente, o Andrés. É um cara que admiro, me ensinou a ver futebol de modo diferente. Um cara que blinda seu time, corre com ele. Sou grato a ele também", comentou.

Roger entrou no segundo tempo da partida e marcou o gol da vitória do Ceará sobre o Corinthians por 1 a 0. "Estou feliz. É legal para caramba encontrar a rapaziada. O Walter é meu parceiro, depois conversei com ele. A gente mostra para o Brasil que o Ceará está montando uma grande equipe para fazer um bom Campeonato Brasileiro", disse.

O gol do Ceará saiu aos 42 minutos do segundo tempo depois de Cássio ter sido expulso. Walter entrou em seu lugar e levou o gol de Roger, que se antecipou a Henrique e mandou para as redes. O centroavante, no entanto, evitou qualquer clima de revanchismo.

"Todo mundo quer mostrar (um bom futebol). Queria ter permanecido no Corinthians. Foi me prometido que ficaria até o final do Campeonato Paulista. Saí meio em cima de algumas conversas que aconteceram. Mas não saí triste, nem frustrado com ninguém. A gente tem a oportunidade de vir jogar contra... joguei bem, fiz um gol. Queria ter classificado, mas a vida segue. Os amigos bons ficam", finalizou. 

Em relação à eliminação, declarou: "A gente conseguiu fazer o que foi treinado. Segurar no primeiro tempo, não tomar o gol. E no segundo tempo se jogar um pouco mais. Fica o gostinho de que dava. O grande erro foi ter perdido da forma que perdeu em Fortaleza. Caímos de pé."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.