Roger se diz surpreso, mas aceita ficar entre os reservas

Um dos principais atletas do elenco, o meia Roger afirmou nesta quarta-feira que ficou surpreso ao ser colocado pelo técnico Emerson Leão para treinar com o time reserva do Corinthians, na última terça. Mesmo assim, o jogador contou que não terá problemas em começar a partida contra o Rio Claro no banco de reservas."Se eu falar que não fui pego de surpresa, estarei mentindo. Porém, eu não posso ficar triste com o que aconteceu. O Leão sabe o que é melhor para o Corinthians", contou Roger. "A minha expectativa é de jogar, independente de começar ou não como titular. Minha meta é ajudar o time a vencer."Para Roger, a decisão de Leão foi normal. Por isso, o meia citou outro jogador de nome como exemplo. "Recentemente, o Edmundo ficou no banco do Palmeiras [contra a Ponte Preta, na última quarta. O técnico Caio Júnior só escalou o jogador no segundo tempo]. Eu não sei o que passa na cabeça de Leão, mas estou ciente de que isso acontece em todo lugar."Recentemente, Leão havia declarado que Roger estava vivendo a sua melhor fase no Corinthians. "Sei que estou num bom momento, mas o desgaste físico é muito grande. Fazemos um grande número de jogos. Por isso, estou tranqüilo quanto à decisão do treinador", contou o meia.Roger disputa a vaga no meio-campo com Willian, que se destacou na seleção brasileira sub-20 e participou do jogo contra o Guaratinguetá, no último domingo. Roger ficou de fora dessa partida por estar cumprindo suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.