Rogério alerta para onda de seqüestros

O jogador Rogério, em Lisboa, deu nesta quinta-feira uma entrevista à imprensa brasileira e portuguesa sobre o fim do seqüestro de sua mãe, dona Inês. O meia afirmou que havia acabado de sair do treino e estava na casa de Fabio Rochemback - seu companheiro no Sporting - quando recebeu um telefonema do sogro avisando que sua mãe havia sido liberada. Contente com a notícia, Rogério afirmou que ainda não conversou com a mãe. "Estou ansioso pra conversar com ela e saber como ela está".O jogador disse que passou alguns dias de angústia por causa do acontecimento, e decepção com o próprio País por causa dessa onda de seqüestros que vem acontecendo no Brasil. Quanto ao futuro, Rogério ainda não sabe o que fazer. "Por bem a minha mãe está de volta, e agora é pensar daqui pra frente no que fazer".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.