Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Rogério Ceni lamenta empate, mas ainda confia em título brasileiro do Flamengo

Time rubro-negro empatou sem gols com o Fortaleza e viu desvantagem para o líder São Paulo crescer para sete pontos

Redação, Estadao Conteudo

27 de dezembro de 2020 | 10h15

O empate sem gols diante do Fortaleza, no Castelão, não tirou a esperança de Rogério Ceni levar o Flamengo à conquista do título brasileiro. Os sete pontos atrás do líder São Paulo (56 a 49) não abalam a confiança do treinador rubro-negro. A equipe busca a quinta vitória seguida para seguir embalada, mas não fez uma boa partida no Ceará.

"Com certeza absoluta acredito no título. Ou não poderia trabalhar no Flamengo. Independentemente da diferença de pontos, vamos seguir acreditando. O nosso objetivo é fazer a diferença diminuir e chegar na ultima rodada com chance de título", disse o treinador, referindo-se ao duelo da 38ª rodada, exatamente contra o São Paulo, no Morumbi.

O treinador preferiu não jogar a culpa no gramado pela cobrança de pênalti errada do atacante Pedro no jogo de domingo, em Fortaleza. "Não adianta depois de um empate querer analisar o gramado. Produzimos abaixo do que esperávamos. Então o gramado fica sendo parte secundária. Interferiu direto, talvez, na batida de pênalti do Pedro, que ele escorregou e deu dois toques na bola. Mas fica secundário perto do resultado. Não adianta usar o gramado como desculpa."

O Flamengo só volta a jogar no dia 6 de janeiro, quando fará o clássico carioca com o Fluminense, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.