Rogério Ceni alerta contra rebaixamento

O goleiro Rogério Ceni lançou um desafio para o São Paulo, diante do Botafogo, domingo, no Morumbi. "Precisamos ganhar, porque se perdermos, ficaremos a três pontos da zona do rebaixamento", alertou. "E já vimos exemplos de equipes grandes chegarem nessa situação e que não conseguiram sair." Um dos responsáveis pela classificação da equipe para as semifinais da Taça Libertadores, Rogério reconhece os problemas do elenco - especialmente o cansaço, pela maratona de jogos e viagens -, mas procura motivar os companheiros. "Não temos outra escolha, se não ganharmos. A vitória pode nos deixar mais perto dos primeiros colocados", projeta. Apesar do sucesso no torneio continental, o São Paulo ocupa a 12.ª posição do Campeonato Brasileiro, com oito pontos em sete jogos - duas vitórias, três empates e duas derrotas. Rogério fez excelentes defesas na derrota por 2 a 1 para o Tigres, quarta-feira, em Monterrey, e aponta a escassez de jogadores como um dos fatores complicadores para o time. "Viajamos para o México com apenas 20 jogadores, sendo que alguns não estavam nem inscritos para a Taça Libertadores", apontou. "Precisamos de reforços." Além das intervenções nos lances do ataque mexicano, Rogério usou a experiência para ganhar tempo nas reposições de bola. Ao administrar bem o cronômetro, o goleiro ajudou o time a segurar a pressão do Tigres e, graças à vantagem obtida no primeiro duelo - goleada por 4 a 0 -, no Morumbi, levar o time à próxima fase. "Sabíamos que eles nos pressionariam desde o começo. Tivemos algumas chances até para empatar ou ganhar, mas o importante é que estamos classificados", comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.