Rubens Chiri/Saopaulofc.net
Rubens Chiri/Saopaulofc.net

Rogério Ceni aponta necessidade de melhorar parte psicológica do São Paulo

Treinador afirma que equipe tem 'um bloqueio na hora de matar o jogo' em momentos cruciais das partidas

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2022 | 08h00

O terceiro empate consecutivo do São Paulo no Brasileirão fez o técnico Rogério Ceni apontar o fator psicológico como um dos principais motivos para a falta de poder de decisão do seu time nas últimas partidas. Segundo ele, a equipe tricolor lida com uma espécie de “bloqueio” em alguns momentos de dificuldade da partida.

“É um bloqueio que nós temos, na hora de matar o jogo, na hora de definir a partida, na hora de ganhar os jogos. Nos últimos jogos, não estamos conseguindo. Não falei que era física, absolutamente nada disso, nós sempre corremos o jogo todo, lutamos”, afirmou o treinador, que se irritou após o empate por 1 a 1 com o Avaí.

Contra o time catarinense, na Ressacada, Ceni viu o time sair na frente e perder a oportunidade de ampliar, já que Calleri desperdiçou uma penalidade. Mais tarde, o Avaí buscou o empate, o que, segundo o treinador são-paulino, só foi possível porque houve um abatimento dentro de campo. 

“Psicologicamente, você está prestes a fazer o 2 a 0, perde um pênalti, sofre um gol. Aí, anemicamente, a confiança baixa, você não consegue construir o jogo como deveria. Mentalmente, você acaba sofrendo um pouco, você se abate, o adversário começa a crescer”, afirmou. 

O treinador tem algum tempo pela frente para tentar deixar o time mais preparado para lidar com adversidades como as que ocorreram em Florianópolis. Então, na quinta-feira, os são-paulinos encaram o Coritiba, no Couto Pereira, a partir das 20 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.