TV Estadão | 08.03.2015
TV Estadão | 08.03.2015

Rogério Ceni assume a responsabilidade pela derrota no clássico

Goleiro desperdiça pênalti no começo do segundo tempo

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

08 Março 2015 | 18h29

O goleiro Rogério Ceni assumiu a responsabilidade pela derrota do São Paulo no clássico para o Corinthians, neste domingo, no Morumbi, por 1 a 0, pelo Campeonato Paulista. Ele poderia ter feito um gol de pênalti, mas cobrou mal e Cássio defendeu. "Infelizmente não fiz o gol. O empate era responsabilidade minha. A derrota passa muito por isso. Se tivesse convertido talvez a equipe teria tranquilidade necessária para vencer", disse.

Os jogadores lamentaram o fato de o Corinthians ter se posicionado muito na defesa, o que dificultou as ações ofensivas do time da casa. "Óbvio que se tivesse saído o gol de pênalti teria sido outro resultado. Faltou um pouco de sorte, se tivesse feito o gol no primeiro tempo ou o pênalti o jogo mudaria. A bola não entrou, o Corinthians só se defendeu e saiu com o resultado", reclamou o volante Souza.

Ele criticou também a própria torcida, que compareceu em pequeno número no Morumbi (menos de 19 mil pagantes) e só gritou o nome de Centurión depois que a bola começou a rolar. "Crise nada, teremos outros jogos contra eles. A torcida cobra, mas na hora de comparecer ninguém comparece. Acho que raça não faltou, tivemos falta de sorte. Cobrar é muito fácil, ninguém sabe o que acontece aqui dentro", afirmou, sem dar mais detalhes da reclamação.

Agora o São Paulo volta a campo contra o São Bento, pelo Campeonato Paulista, para tentar se reerguer depois da derrota por 1 a 0 no clássico. Para o lateral-esquerdo Reinaldo, o time não pode se abater com isso. "A gente tomou um gol, mas continuamos batalhando em busca do empate. Infelizmente não vencemos, mas saímos com a cabeça erguida porque lutamos até o fim", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.