Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Rogério Ceni celebra reação e mira confronto com San Lorenzo

Equipe vira líder provisória do Grupo 2 da Libertadores com goleada sobre o Danubio; jogo contra argentinos é só no dia 18 de março

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 de fevereiro de 2015 | 00h52

A vitória sobre o Danubio, nesta quarta-feira, pela Libertadores, recupera o São Paulo e credencia o time para um confronto direto com o San Lorenzo por vaga nas oitavas de final. A análise é do goleiro e capitão Rogério Ceni, que prevê uma espécie de mata-mata contra o time argentino, que será o próximo adversário do Tricolor pelas duas próximas rodadas da competição. o primeiro encontro será no Morumbi e o segundo, em Buenos Aires.

"Temos de melhorar e evoluir. Vamos jogar um mata-mata contra o San Lorenzo e quem fizer quatro pontos sai forte para as últimas rodadas", disse o jogador ao deixar o campo após a goleada por 4 a 0. O resultado reabilita o São Paulo da derrota apática para o Corinthians e deixa o elenco mais confiante para a sequência da competição. "O São Paulo se mantém vivo no grupo da morte", definiu.

Rogério Ceni destacou ainda que além da atuação diferente, a presença de Alexandre Pato deu outra dinâmica à equipe. "Ele tem talento natural, qualidade técnica e apertou a marcação, que é o que a gente espera dele. Foi bem ativo, está fazendo bastante gols e isso é muito bom para a equipe", elogiou o goleiro. O atacante ficou fora da estreia por questões contratuais.

A confiança da equipe foi restaurada pela goleada contra os uruguaios. O resultado coloca o São Paulo na liderança momentânea do grupo 2, com três pontos e à frente de Corinthians e San Lorenzo no saldo de gols. Essas duas equipes se enfrentam na próxima semana, na Argentina, em jogo com os portões fechados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.