Werther Santana
Werther Santana

Rogério Ceni cobra melhora 'urgente' do São Paulo como visitante

Tricolor perdeu todas as partidas que fez longe do Morumbi no Brasileirão

O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2017 | 07h00

O técnico Rogério Ceni já demonstra incômodo com o desempenho do São Paulo nas partidas fora de casa no Brasileirão. Após derrota para o Corinthians no último domingo, por 3 a 2, em Itaquera, o tricolor amargou sua terceira derrota em três jogos como visitante na competição. Já no Morumbi, a equipe paulista conseguiu ganhar as três partidas que fez como mandante.

"Dificilmente vai se manter os 100% de aproveitamento em casa, vamos tentar fazer ao máximo os pontos no Morumbi. E temos de mudar urgentemente o fato de não ter pontos em casa. Perdemos por placares mínimos e que poderíamos ter saído melhor", opinou o treinador.

"Não jogamos tão mal fora de casa, como não fizemos jogos espetaculares em casa. Uma equipe que quer brigar pelo título brasileiro precisa manter entre 80% e 100% em casa, como é o Corinthians, mas precisamos bater ao menos os 50% fora de casa."

Depois de uma semana com muitos rumores de saída de jogadores, que não se confirmaram, o treinador garantiu que sua maior preocupação agora são os atletas lesionados. 

"Minha maiores perdas, exceto o Luiz Araújo, vendido agora, são das lesões. Thiago (Mendes) não poder jogar, o Maicosuel, embora não esteja machucado, não pôde jogar. Temos o Araruna perto de voltar, o Wesley também, Cueva na seleção, Rodrigo Caio também. Não temos tanta necessidade de contratar em muitos números, exceto alguém de qualidade. Mas a ausência por lesões e convocações pesam."

O São Paulo tem chance de melhorar seu desempenho fora de casa já na quarta-feira, quando visita o Sport, na Ilha do Retiro, às 19h30, em jogo válido pela sétima rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.