Martin Acosta|Reuters
Martin Acosta|Reuters

Rogério Ceni considera justo empate do São Paulo com o Defensa y Justicia

Técnico vê partida 'muito truncada' pela Copa Sul-Americana

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2017 | 21h42

Sem o brilho de partidas anteriores, o São Paulo ficou apenas no 0 a 0 com o Defensa y Justicia, nesta quarta-feira, na Argentina, pela Copa Sul-Americana, e agora vai decidir a sua vaga na próxima fase no estádio do Morumbi, na capital paulista, em duelo que só acontecerá no próximo mês - está marcado para 11 de maio. Para o treinador, o gramado do estádio La Fortaleza não ajudou.

"Foi um resultado justo. O jogo foi muito truncado, marcado, e o gramado muito seco tira a velocidade do jogo. Quando ficamos com um a menos, soubemos nos defender", afirmou o técnico, lembrando da expulsão do lateral-direito argentino Buffarini. "Foi um jogo atípico em relação ao que estamos acostumados fazer, sem ter mais posse de bola".

Rogério Ceni também falou sobre o momento que decidiu entregar para o atacante argentino Lucas Pratto um bilhete com anotações sobre mudança na partida, aos 29 minutos do primeiro tempo. "Com o barulho, é difícil falar na beira do campo. Estávamos perdendo o meio de campo, aí com a mudança o jogo melhorou um pouco para a gente e aí corrigimos no vestiário", disse, sobre deslocar o zagueiro Rodrigo Caio para o meio de campo.

Agora o treinador já começa a pensar no duelo deste sábado contra o Linense, no Morumbi, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Ele poderá contar com o goleiro Renan Ribeiro, o volante Thiago Mendes e os atacantes Luiz Araújo e Neilton, que foram poupados da viagem para a Argentina. Existe a expectativa do retorno do meia Cícero, que se recupera de dores na canela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.