Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Rogério Ceni critica duramente Simon após expulsão

'Só gostaria que ele não apitasse jogos do São Paulo. É algo pessoal. Não é a primeira vez que ele me expulsa'

Marcius Azevedo, Agência Estado

25 de outubro de 2009 | 19h49

O goleiro Rogério Ceni teria motivos suficientes para comemorar após a vitória por 4 a 3 do São Paulo no clássico diante do Santos, neste domingo, na Vila Belmiro. Além do resultado, que manteve o time na luta pelo título, Rogério marcou, de falta, o gol do triunfo, interrompendo um jejum que já durava mais de um ano. No entanto, a sua expulsão logo após o gol marcado revoltou o goleiro.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Santos 3x4 São Paulo

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabelaClassificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Ainda na saída do gramado, Rogério se disse perseguido pelo árbitro Carlos Eugênio Simon. "Só gostaria que ele não apitasse jogos do São Paulo. É algo pessoal. Não é a primeira vez que ele me expulsa", afirmou, se referindo a um jogo ainda em 2001. Na oportunidade, o gaúcho expulsou Rogério por parar uma jogada com a mão fora da área, e o São Paulo acabou goleado por 7 a 1 pelo Vasco, em São Januário.

No clássico deste domingo, Rogério foi expulso por trombar com o atacante Jean na entrada da área, num lance em que o santista ia encobrindo o são-paulino. "Não sei o que houve. O Simon me persegue. Fazer o quê?", opinou o goleiro sobre a jogada. "Foi trombada. Isso acontece no jogo toda hora. Não acho justo esse cara apitar meu jogo."

Diferente de Rogério, o técnico Ricardo Gomes preferiu amenizar as críticas a Simon pela expulsão. "Ele foi com o pé no alto, assim como o rapaz do Santos. Não acredito em perseguição, mas existe um histórico entre os dois. O Simon dirigiu bem o jogo", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.