Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Rogério Ceni dá a receita para vitória

Capitão e um dos líderes do elenco do São Paulo, Rogério Ceni tem a receita para voltar da Argentina com um bom resultado. Segundo o goleiro, o time tem de adotar uma postura igual à dos rivais argentinos, nesta quinta-feira à noite, contra o Rosario Central."A diferença entre os jogadores brasileiros e os argentinos é que eles, além da técnica, seguem à risca as instruções do técnico, são muito obedientes taticamente", analisou o goleiro do São Paulo. "Por isso eles vencem. O jogador brasileiro, muitas vezes, tenta resolver só na técnica, fazendo espetáculo. E isso não dá certo sempre."Rogério Ceni acredita que a vitória sobre o Guarani (3 a 2, no último domingo) deu muito ânimo ao São Paulo, que, de acordo com ele, prioriza a Libertadores - embora ache que a equipe tem condições de disputar o Brasileiro e a Libertadores com as mesmas condições. Sobre a pressão que o São Paulo sofrerá no estádio Gigante de Arroyito, o goleiro não está preocupado. "É bom jogar em um estádio que estará lotado. Lá, serão 40 mil pessoas torcendo contra, mas a gente sabe que no Brasil haverá um milhão de pessoas torcendo a favor", comentou Rogério Ceni. Para ele, trata-se de uma partida em que todo jogador gostaria de atuar. "Enfrentar argentinos é sempre muito bom, você se satisfaz."Será a segunda vez que Rogério jogará no Gigante de Arroyito. Em 2000, pela Copa Mercosul, foi o goleiro titular do São Paulo na derrota por 2 a 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.