Evelson de Freitas
Evelson de Freitas

Rogério Ceni desperdiça 18 dos 78 pênaltis cobrados na carreira

Incluindo decisões por penalidades, goleiro do São Paulo tem aproveitamento de 76,9%

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2013 | 08h23

SÃO PAULO - Rogério Ceni desperdiçou neste domingo, no Morumbi, contra o Corinthians, o 18º pênalti da carreira. Desde dezembro de 1994, o goleiro são paulino já fez 78 cobranças, incluindo decisões por pênaltis, e marcou 60 gols, com aproveitamento de 76,9%. Na temporada 2013, contudo, o número cai para 50%: o capitão do São Paulo perdeu quatro pênaltis em oito oportunidades.

Com 112 gols na carreira - 53 de pênalti, 58 de falta e um com a bola rolando, Rogério converteu mais sete cobranças após o tempo normal de jogo, em decisões por pênaltis. Nesse caso, o goleiro continua invicto. A primeira ocorreu em 1994, quando o jogador era reserva de Zetti, na semifinal da Copa Conmebol, diante do Corinthians. A última, também contra o rival, deu-se no Campeonato Paulista deste ano, na luta por uma vaga na final da competição.

Dos 18 pênaltis perdidos, 13 foram defendidos. A lista tem Fernando Prass (Coritiba), Lauro (Ponte Preta e Portuguesa), Albérico (Fortaleza), Álvarez (Necaxa), Magrão (Sport), Fábio (Portuguesa), Weverton (Botafogo-SP), Marcelo Defendi, (Bragantino), Tiago Cardoso (Santa Cruz), Neuer (Bayern de Munique), Galatto (Criciúma) e Cássio (Corinthians). Três cobranças pararam no travessão, contra o Vasco, em 2005, e o Juventus, em 2007. Em duas, o chute saiu por cima do gol: contra o Tigres, em 2005, e o Juventude, em 2006.

Pela primeira vez na carreira, Rogério perdeu quatro pênaltis em sequência. O goleiro já havia errado duas cobranças seguidas em três oportunidades. Em 2006, o fato ocorreu diante de Fortaleza e Juventude. No ano seguinte, o arqueiro errou contra o Juventus e o Necaxa. Há três anos, o camisa 1 são-paulino falhou contra Botafogo-SP e Grêmio.A primeira cobrança desperdiçada é de setembro de 2004, quando Fernando Prass, do Coritiba, defendeu o chute de Rogério, que havia cobrado sete pênaltis anteriormente.

Entre setembro de 2005 e agosto de 2006, o goleiro converteu 12 cobranças seguidas. O recorde quase foi batido esse ano, pois Rogério, antes de iniciar a série de erros, chegou a dez gols marcados - de abril de 2011 a maio de 2013. Os anos mais proveitosos, com 100% de aproveitamento, são 1994 (um gol), 1999 (dois), 2000 (um), 2003 (um), 2008 (cinco) e 2012 (três). Em 2005, Rogério fez 13 cobranças de penalidade máxima e conseguiu marcar dez gols.

O Palmeiras é a principal vítima do goleiro, com cinco gols sofridos. O Cruzeiro é o segundo, com quatro. Contra a Portuguesa, Rogério cobrou três pênaltis, mas fez apenas um gol. Diante do Corinthians, o ídolo do São Paulo tem 75% de aproveitamento. São três gols em quatro tentativas. Em 2005, o goleiro marcou na goleada por 5 a 1. Na última vitória são-paulina no Morumbi, em fevereiro de 2007, outro gol marcado. O último foi feito na decisão da semifinal do Paulistão, quando Rogério e Cássio ficaram frente a frente pela primeira vez.

OS 18 PÊNALTIS PERDIDOS POR ROGÉRIO CENI

2004

São Paulo 2 x 3 Coritiba (Morumbi - Brasileirão)

2005

São Paulo 4 x 0 Tigres (Morumbi - Libertadores)

São Paulo 0 x 1 Ponte Preta (Moisés Lucarelli - Brasileirão)

São Paulo 4 x 2 Vasco (Morumbi - Brasileirão)

2006

São Paulo 1 x 1 Fortaleza (Morumbi - Brasileirão)

São Paulo 5 x 0 Juventude (Morumbi - Brasileirão)

2007

São Paulo 2 x 0 Juventus (Pacaembu - Paulsitão)

São Paulo 1 x 2 Necaxa (Victoria - Libertadores)

São Paulo 2 x 1 Sport (Ilha do Retiro - Brasileirão)

2010

São Paulo 1 x 3 Portuguesa (Morumbi - Paulistão)

São Paulo 5 x 0 Botafogo-SP (Morumbi - Paulistão)

São Paulo 3 x 1 Grêmio (Morumbi - Brasileirão)

2011

São Paulo 4 x 0 Bragantino (Morumbi - Paulistão)

São Paulo 2 x 0 Santa Cruz (Arena Barueri - Copa do Brasil)

2013

São Paulo 0 x 2 Bayern de Munique (Allianz Arena - Copa)

São Paulo 1 x 2 Portuguesa (Canindé - Brasileirão)

São Paulo 1 x 2 Criciúma (Morumbi - Brasileirão)

São Paulo 0 x 0 Corinthians (Morumbi - Brasileirão)

DECISÕES POR PÊNALTIS:

09/12/1994 - Corinthians - vitória na semifinal da Copa Conmebol          

04/12/2003 - River Plate - derrota na semifinal da Copa Sul-Americana

12/05/2004 - Rosário - vitória nas oitavas de final da Libertadores

22/09/2004 - São Caetano - vitória na fase inicial da Copa Sul-Americana

19/07/2006 - Estudiantes - vitória nas quartas de final da Libertadores

28/06/2008 - Atlético-PR - derrota na fase inicial da Copa Sul-Americana

05/05/2013 - Corinthians - derrota na semifinal do Paulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.