Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

Rogério Ceni diz que São Paulo ainda corre risco de rebaixamento

Para o treinador são paulino, a preocupação deve ser o Grêmio, próximo adversário do tricolor paulista; com 36 pontos, equipe gaúcha também está na briga contra o rebaixamento

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

28 de novembro de 2021 | 05h44

O São Paulo venceu o Sport na noite de sábado e chegou aos 45 pontos na tabela do Brasileirão. Trata-se da pontuação considerada, ao menos em tese, suficiente para anular os riscos de rebaixamento. Mas o técnico Rogério Ceni discorda e avalia que o time do Morumbi ainda corre riscos no campeonato.

"A pontuação não é suficiente", afirmou o treinador, após a vitória por 2 a 0, no Morumbi. Meu plano agora é tentar vencer o Grêmio. É um adversário que vai jogar todas as fichas contra nós por causa derrota que sofreu contra o Bahia. Teremos um dia a mais, porque vamos descansar no domingo. E começar a preparação na segunda-feira."

Com 45 pontos, o time ocupa o 12º lugar na classificação. Pode até sonhar com uma vaga na próxima Copa Libertadores, porque o Fluminense, primeiro time dentro da zona de classificação, soma 51 e aparece na sétima colocação.

Para Ceni, a preocupação agora deve ser apenas o Grêmio, adversário da próxima quinta-feira, em Porto Alegre. "Independente de acabar o risco de queda, temos a obrigação de ir lá e tentar vencer o time do Grêmio. É uma ótima equipe, mas também precisamos destes pontos. Não me preocupa com os últimos três jogos, me preocupo com o Grêmio."

O São Paulo também fará confronto direto para escapar das últimas posições diante do Juventude, adversário seguinte. Sua despedida será contra o América-MG, que aparece no 10º lugar atualmente.

Para o jogo de quinta, Ceni indicou que poderá fazer mudanças na escalação devido a problemas físicos. Sem citar nomes, revelou que atletas deixaram o gramado do Morumbi reclamando de dores. "Vamos analisar todos os jogadores, alguns saíram com dores e cansados. Vamos montar um time competitivo", prometeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.