Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Rogério Ceni aceita proposta e é o novo técnico do Fortaleza

Ex-treinador do São Paulo assina contrato de um ano com o time cearense e deve ser apresentado na quarta-feira

Matheus Lara e Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2017 | 18h41

Ídolo e ex-técnico do São Paulo, Rogério Ceni é o novo treinador do Fortaleza. O ex-goleiro aceitou a proposta para dirigir o time cearense na próxima temporada e terá contrato de um ano. O clube ainda não divulgou detalhes, mas o novo comandante deve ser apresentado na quarta-feira no time cearense. 

Fortaleza quer Ceni por um ano e salário superior a R$ 150 mil

As negociações avançaram nesta semana, como informou Estado na quarta-feira, depois que o presidente do clube, Marcelo Paz, viajou a São Paulo para conversar pessoalmente com Rogério. A proposta foi analisada e aceita nesta sexta-feira. O ex-goleiro vai levar para Fortaleza dois auxiliares e um preparador físico, e terá total autonomia na formação do elenco. 

Esta será a segunda oportunidade de Rogério Ceni no comando de um time de futebol depois que parou de jogar. Ele esteve à frente do São Paulo na primeira metade desta temporada, e obteve 49,5% de aproveitamento em 37 jogos: 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas.

Ceni vem sendo sondado pelo Fortaleza desde a demissão de Antônio Carlos Zago, no fim do mês passado. O time buscava um nome "de peso" para 2018, em que comemora o centenário de sua fundação. No clube, Rogério terá a companhia de Bosco, ex-goleiro que foi seu reserva no São Paulo.

A escolha de Ceni é estratégica para o Fortaleza para o ano de seu centenário. O time vê no ex-goleiro uma forma de alavancar o programa sócio-torcedor e as receitas publicitárias. Além disso, a forma de trabalho de Rogério dentro de campo e sua postura "estudiosa" em relação à carreira de treinador dialogam com o perfil de comandante que o clube buscava.   

“Aproveitando o aniversário, queremos envolver mais o torcedor, nas bilheterias e no (programa) sócio-torcedor, além de termos uma equipe competitiva para a disputa da Série B”, afirmou o presidente, ao Estado. “Temos consciência da dificuldade, mas queremos fazer uma boa campanha no Brasileiro no ano que vem e almejamos o acesso à Série A. Seria o grande presente à nossa torcida no ano do centenário.”

Os rumores de uma possível contratação de Ceni no Fortaleza começaram na semana passada, quando o goleiro foi à capital cearense e se encontrou com Bosco, que lhe apresentou as dependências do clube. Nenhuma proposta foi feita naquele momento, e a diretoria leonina afirmou que se tratava apenas de uma visita pessoal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.