Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Rogério Ceni fala em 'pacto' no Flamengo e defende elenco: 'Grupo experiente'

Depois da eliminação para o Racing nas oitavas da Libertadores, vários atletas viraram alvo de críticas dos torcida

Redação, Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2020 | 09h26

Satisfeito com a vitória do Flamengo por 1 a 0 no clássico sobre o Botafogo, o técnico Rogério Ceni enalteceu o elenco, defendeu o zagueiro Gustavo Henrique, alvo de críticas, e reafirmou que o time rubro-negro irá brigar pelo título do Campeonato Brasileiro até o fim. Segundo ele, existe um "pacto" no clube.

Ceni exaltou os seus jogadores e negou que exista qualquer tipo de acomodação. Depois da eliminação para o Racing nas oitavas da Libertadores, vários atletas viraram alvo de críticas dos torcida. Antes do duelo com o Botafogo, torcedores usaram faixas para protestar no Ninho do Urubu. "Time enganador", uma delas dizia.

"O pacto que se tem aqui é com o Flamengo. Tanto meu com o clube e os atletas com o clube. Na figura de treinador, eu me incluo nesse pacote. O que posso falar desses caras... Sei que o torcedor pode pensar em falta de interesse, acomodação, isso não existe", garantiu o treinador.

"Eles são bons de trabalhar, eles querem treinos, novas ideias. Contra o Racing, treinamos pênaltis até 12h. Gostam de informação. Eles têm interesse em fazer o Flamengo campeão. O pacto maior que existe é pelo Flamengo campeão", acrescentou.

Ceni avaliou admitiu que o revés na Libertadores não estava nos planos e é difícil superá-lo, mas avaliou que a eliminação pode ajudar o time a deslanchar no Campeonato Brasileiro, única competição que restou ao Flamengo.

"É um grupo com certa experiência, que já passou por conquistas e derrotas doloridas, como foi essa (na Libertadores). É importante para conseguir assimilar o que pretendia para o futuro, infelizmente ficar no caminho, essa experiência ajuda a entrar novamente num campeonato que se tornou único. É o que a gente tem, vamos brigar jogo a jogo para conquistar esse título brasileiro", analisou.

O Flamengo se manteve na terceira colocação, com 42 pontos, a dois do líder São Paulo, que ainda entra em campo neste domingo. O próximo compromisso é contra o Santos, domingo, às 16 horas, no Maracanã, pela 25ª rodada. Até lá, o time rubro-negro terá oito dias de trabalho para mostrar evolução.

"Temos que melhorar, mas a vitória no clássico era muito importante. Era mais do que necessária. A gente comprou com essa vitória oito dias de trabalho para se preparar bem para o jogo contra o Santos", concluiu o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.