Rogério Ceni fala sobre o filho e se emociona com gêmeas

Goleiro afirma que filhas estão felizes com adiamento de sua aposentadoria; novo contrato vai até o dia 5 de agosto de 2015

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

30 de novembro de 2014 | 21h45

O goleiro Rogério Ceni revelou neste domingo, após o empate por 1 a 1 com o Figueirense no Morumbi, que as pessoas que mais ficaram felizes com o adiamento de sua aposentadoria foram suas filhas gêmeas Clara e Beatriz. "Elas foram as mais alegres, mais contentes, porque sempre quiseram que o pai continuasse. Foram os abraços mais bacanas que recebi", brincou Ceni.

Ele também contou que as duas meninas já sabem faz tempo da existência de um irmão, fruto de um relacionamento de Ceni com outra mulher. "Elas já sabem há muito tempo disso e fui muito cuidadoso quando contei", explicou. "Minhas filhas não teriam orgulho de um pai que deixasse o filho para trás", continuou.

Rogério reconheceu recentemente que é pai de Henrique, de 2 anos. "Só resolvi falar sobre isso porque eu o amo. É um assunto delicado, muito particular, mas posso dizer que o amo de paixão. Não tenho orgulho sobre um relacionamento fora do casamento, mas tenho consciência do meu papel como pai", disse.

O goleiro do São Paulo também aproveitou para se desculpar com todos os envolvidos. "Peço desculpas à minha esposa, à minha família e à mãe do Henrique, que é uma pessoa muito decente", afirmou. Ele também lembrou que prefere ter privacidade nos assuntos familiares. "Sempre preservei minha vida pessoal, não estou nas redes sociais, acho até que sou um pouco ultrapassado nisso", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.