Reprodução/Fortaleza Twitter
Reprodução/Fortaleza Twitter

Rogério Ceni lamenta queda de rendimento do Fortaleza no segundo tempo: 'Foi cruel'

Time perdeu de virada para o Corinthians por 3 a 1, em casa, pelo Brasileirão

João Prata, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2019 | 22h30

Rogério Ceni continua sem vencer o Corinthians na função de treinador: são três derrotas e dois empates. Neste domingo, ele até teve a esperança de quebrar esse tabu, mas o Fortaleza levou a virada no segundo tempo e perdeu por 3 a 1 na Arena Castelão pela 12 rodada do Campeonato Brasileiro.

O ídolo são-paulino lamentou a queda de rendimento na etapa final. "Deixamos de competir como estamos acostumados. Pagamos o preço de não ter a mesma intensidade dos primeiros 45 minutos. O final do jogo foi cruel para a gente, se analisarmos os primeiros 45 minutos, nós jogamos de igual para igual", analisou o treinador.

O Fortaleza abriu o placar com um gol de Osvaldo, que desviou em Manoel e entrou. Na etapa final, Boselli deixou tudo igual, Pedrinho virou e Danilo Avelar deu números finais. A virada veio após Carille colocar Fagner. Depois o time alvinegro manteve a intensidade com as entradas de Clayson e Matheus Jesus. 

O Fortaleza caiu de rendimento após a saída de Osvaldo, jogador que voltou de lesão e não tinha condições de atuar nos 90 minutos. "Nossas substituições baixaram o nível de intensidade e o Corinthians começou com boas substituições, como a entrada do Clayson e do Fagner. Eles começaram a crescer no jogo. Alguns erros que resultaram em um placar que não era ao nosso favor", comentou Ceni.

O Fortaleza agora tem a semana livre e no sábado terá o clássico com o Ceará, na Arena Castelão. Uma vitória é fundamental para se afastar da zona de rebaixamento. O time de Rogério Ceni ocupa o 14º lugar na tabela, com 14 pontos, a cinco da degola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.