Rogério Ceni marca, e São Paulo supera Sport de virada

Vitória por 3 a 1 deixa equipe paulista no 2.º lugar; goleiro quebra jejum de 8 meses sem fazer gol de falta

26 de julho de 2007 | 22h34

Após um primeiro tempo apagado, o São Paulo conseguiu superar o Sport Recife por 3 a 1, de virada, na noite desta quinta-feira, e reassumir a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. De quebra, a equipe dirigida por Muricy Ramalho melhorou seu aproveitamento de pontos disputados no Estádio do Morumbi (55,5%) e de gols marcados ao longo no Nacional - soma agora 14, deixando para trás Grêmio, América-RN e Corinthians.Veja também: A classificação da Série AO resultado deixa o São Paulo na segunda posição da tabela com 25 pontos, três atrás do líder Botafogo, que passou pelo Juventude por 3 a 1, na tarde desta quinta - a equipe carioca disputou um jogo a menos que os demais clubes que aparecem nas outras cinco primeiras colocações. O Sport, que só obteve uma vitória fora de casa, ocupa a 12.ª posição, com 18. Somado a isso, os são-paulinos mantiveram um tabu de nunca serem superados pelo Sport no Morumbi. São 11 triunfos consecutivos - marcou 31 gols e sofreu 20.Por ironia do destino, o clube com a melhor defesa do Brasileirão sofreu com a forte marcação na primeira etapa. O clube paulista insistiu nas jogadas pelas laterais e nos chutes de fora da área, mas sentiu a ausência de um matador, principalmente de Aloísio, que é a referência dentro da área e sabe fazer bem o pivô - o atacante segue se recuperando de lesão e só deve voltar no final de agosto.Vindo de uma boa reação na competição - estava invicto há três rodadas -, o Sport utilizou o contra-ataque para sair na frente. Aos 30 minutos, Adriano Gabiru tocou para Weldon. O camisa 9 da equipe pernambucana dominou na entrada da área, puxou para dentro e mandou colocado no canto esquerdo do goleiro Rogério Ceni.Muricy Ramalho manteve o estilo de jogo para a segunda etapa, mas o São Paulo voltou ao gramado mais disposto e chegou ao empate logo aos 3 minutos. Souza investiu pela direita e cruzou. Borges fez o corta-luz e a bola sobrou para Leandro. Livre, o atacante completou para a meta vazia. Destaque do confronto, Souza foi premiado ao marcar o gol da virada momentos depois, quando Borges, deitado, deixou o camisa 10 de frente com o goleiro Cléber, que nada pôde fazer para evitar o segundo tento são-paulino.Depois de tomar as rédeas da partida, não demorou para o São Paulo fazer o terceiro, numa cobrança de falta perfeita de Rogério Ceni - a bola ainda bateu no travessão antes de entrar. O camisa 1 são-paulino não marcava um gol de falta há oito meses - o último tinha sido sobre o Cruzeiro (2 a 0), em 26 de novembro de 2006. O goleiro é o artilheiro do time neste Brasileirão, com quatro gols. Ao todo, ele já marcou 74 na carreira.Na próxima rodada do Nacional, o São Paulo encara o vice-lanterna América-RN, no domingo, no Estádio do Machadão. No mesmo dia, o Sport Recife recebe o Internacional, na Ilha do Retiro.SÃO PAULO 3 X 1 SPORT RECIFESão Paulo - Rogério Ceni; Reasco, André Dias, Miranda e Jorge Wagner; Richarlyson    , Josué, Hernanes e Souza; Leandro (Diego Tardelli) e Borges (Hugo). Técnico: Muricy Ramalho.Sport - Cléber, Igor    , Gustavo     e Durval    ; Serginho (Dutra), Bilica (Rosembrick), Adriano Gabiru    , Romerito e Bruno; Carlinhos Bala e Weldon (Washington). Técnico: Geninho.Gols - Weldon, aos 30 minutos do primeiro tempo; Leandro, aos 3, Souza, aos 10, e Rogério Ceni, aos 36 minutos do segundo tempo.Árbitro - Leonardo Gaciba (Fifa-RS).Público: 7.236 pagantes.Renda: R$ 68.700,00.Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.