José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Rogério Ceni mira entrar no top 10 da artilharia do São Paulo

Depois de recorde vitórias, goleiro precisa de mais seis gols para igualar Raí e entrar nas primeiras posições da lista dos goleadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2014 | 19h05

Cerca de 16 horas depois de quebrar um novo recorde na carreira o goleiro do São Paulo, Rogério Ceni, voltou a treinar e demonstrou bastante disposição na reapresentação do time nesta terça-feira, no CT da Barra Funda. Aos 41 anos, o capitão da equipe esteve em campo por cerca de 1h30, período em que praticou defesas junto com os colegas de posição e ainda atuou na linha em treino realizado em campo reduzido. Agora, ele mira superar mais uma meta na carreira.

Além de disputar nesta temporada os títulos da Copa Sul-Americana e do Campeonato Brasileiro, Rogério Ceni tem mais uma meta para buscar. Caso marque mais seis gols, o goleiro vai chegar à lista dos dez maiores artilheiros da história do São Paulo, posição ocupada atualmente pelo ex-meia Raí. Pelas contas do clube, Ceni tem 123 gols na carreira e caso o time chegue à decisão da competição continental, teria pela frente seis partidas, além das sete restantes no Brasileiro.

Dos titulares que bateram o time goiano, Rogério Ceni foi o único a não participar do trabalho regenerativo de hidroginástica. O veterano jogador passou cerca de uma hora com os demais goleiros treinando defesas em campo separado e em seguida jogou na linha em uma atividade com a presença de quem não atuou contra o Goiás, como o meia Kaká, que estava suspenso.

Na noite anterior, Rogério Ceni chegou à vitória de número 590 pelo São Paulo ao atuar nos 3 a 0 sobre o Goiás, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. O feito fez o goleiro ultrapassar o ex-meia galês Ryan Giggs, antigo dono da marca e ídolo do Manchester United, da Inglaterra. Fora esse recorde, o jogador tem ainda o de ser o maior goleiro artilheiro do futebol mundial (121 deles reconhecidos oficialmente), o atleta com mais jogos como capitão no futebol (917), além de mais partidas por um mesmo clube (1136).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.