Pedro Chavesce/Fortaleza
Pedro Chavesce/Fortaleza

Rogério Ceni pode ser campeão pelo Fortaleza nesta terça-feira

Combinação de resultados pode garantir o primeiro título nacional do ex-goleiro do São Paulo

O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2018 | 05h01

Rogério Ceni foi multicampeão pelo São Paulo como jogador, conquistou uma Florida Cup como técnico, mas pode escrever a página mais importante de sua história como treinador nesta terça-feira, sagrando-se campeão da Série B. Para chegar ao título, basta que o Fortaleza vença o CSA e o Avaí não derrote o Atlético-GO.

Após confirmar o acesso no último final de semana ao vencer o Atlético Goianiense por 2 a 1, em Goiânia, o Fortaleza espera uma Arena Castelão lotada, em Fortaleza, para quem sabe comemorar o título também de forma antecipada. O adversário será o CSA, que está no G4 com 57 pontos.

Na liderança isolada com 64 pontos, o Fortaleza precisa ganhar e torcer para que o Avaí não bata o Atlético Goianiense em um confronto direto no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. Os catarinenses têm 56 pontos contra 51 dos goianos, que estão na sétima colocação com a mesma pontuação do Londrina. Em sexto lugar, o time paranaense recebe o Criciúma - 14.º com 42 -, no estádio do Café, em Londrina (PR).

Em quinto lugar com 52 pontos, o Vila Nova busca se manter na briga pelo acesso diante do Brasil, de Pelotas (RS), no estádio Bento Freitas. Os gaúchos ainda correm risco de rebaixamento, pois se encontram na 15.ª colocação com 40 pontos, cinco a mais que o Juventude. O rival está na degola e faz um confronto direto contra o CRB - 16.º com 38 -, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Apesar de remotas, a dupla de Campinas (SP) ainda tem chances de acesso. Invicta sob o comando do técnico Gilson Kleina - quatro vitórias e um empate -, a Ponte Preta está na oitava posição, com 50 pontos, e recebe o lanterna Boa, no estádio Moisés Lucarelli. Com 29, o time mineiro será rebaixado se perder e o CRB ao menos empatar.

Logo atrás da Ponte Preta, em nono lugar com 49 pontos, o Guarani viajou para Florianópolis, onde enfrenta o Figueirense, que apenas cumpre tabela nesta reta final, assim como o Coritiba, que tem pela frente o São Bento, em Sorocaba (SP). Os catarinenses estão em 11.º lugar com 45 pontos, atrás dos paranaenses, que têm 46.

Na 13.ª colocação com 43 pontos, o São Bento ainda corre risco de rebaixamento, assim como o Oeste, que enfrenta o desesperado Paysandu, no estádio da Curuzu, em Belém. O time paulista vem de seis empates seguidos e é o 12.º, com 44. Na zona da degola, os paraenses não ganham há oito jogos e têm 34 pontos.

Como o Fortaleza pode ser campeão nessa terça-feira?

Basta que o time de Rogério Ceni derrote o CSA e o Avaí não vença o Atlético-GO, também nesta terça-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.