José Patricio/Estadão
José Patricio/Estadão

Rogério Ceni rebate diretor e mantém 'alerta' no São Paulo

'Os outros times estão evoluindo e o São Paulo precisa ficar atento a isso', disse o goleiro

FERNANDO FARO, Agência Estado

19 de julho de 2013 | 14h34

SÃO PAULO - Rogério Ceni não deixou as críticas do diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, passarem em branco e respondeu ao dirigente, nesta sexta-feira, em entrevista à ESPN Brasil. O goleiro desmentiu o dirigente, que disse em entrevista coletiva na última quinta que o atleta atuava com dores no pé direito em decorrência de uma lesão sofrida contra o Corinthians, em março.

"Tive uma contusão no Campeonato Paulista e realmente fui para o jogo da Bolívia sem estar 100%, mas, por ser um jogo crucial, achei que valia a pena o sacrifício e fiz questão de estar presente com meu time naquele instante. Depois disso fiz tratamento e meu pé melhorou. Quero deixar claro que desde a Copa das Confederações não sinto dor alguma no meu pé", rebateu o jogador, ao lembrar a derrota para o The Strongest por 2 a 1, em La Paz, na fase preliminar da Copa Libertadores.

O goleiro também comentou as declarações do dirigente de que gostaria de se aposentar com um título e por isso estaria desapontado além da conta. "É claro que estou me preparando para parar, isso não é segredo, mas continuo com a mesma vontade de quando cheguei. Dizem que sou chato e até posso ser, mas gosto de ganhar sempre, é meu jeito de ser. Perder uma final deixa qualquer atleta com identificação com o clube chateado", ressaltou o ídolo são-paulino.

Por fim, o goleiro mais uma vez manteve as críticas de que o São Paulo parou no tempo, feitas após a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, na noite da última quarta-feira, no Pacaembu, na final da Recopa Sul-Americana, mas disse se tratar muito mais de um tom de aviso. Ele reconheceu as melhorias na estrutura do clube nos últimos tempos, mas disse que isso não é o suficiente para o time.

"Não foi uma crítica, foi um alerta de quem está há mais de 23 anos no clube. O São Paulo investe no futuro com o CT de Cotia, moderniza o Morumbi e muito mais. Mas é maior que tudo isso. Os outros times estão evoluindo e o São Paulo precisa ficar atento a isso", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.