Rogério Ceni resolve falar e desdenha a Copa do Brasil

Goleiro disse que não se vê jogando o torneio brasileiro em Macapá, mas sim a Libertadores em Maracaibo

Redação

04 de setembro de 2008 | 18h26

O empate fora de casa contra o Atlético-MG, na última quarta-feira, por 1 a 1, mexeu com o ânimo da comissão técnica e jogadores do São Paulo. Após o jogo em Belo Horizonte, o técnico Muricy Ramalho demonstrou bastante irritação e tratou os jornalistas que tentaram ouvir suas declarações sobre a partida de maneira ríspida e mal educada. Bem diferente da imagem bem-humorada que se vê quando o time vence.   Veja também:  Muricy fica na bronca com tropeço do São Paulo  Vote: Qual será o futuro do São Paulo no Brasileirão? Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão    Na chegada em São Paulo, o goleiro Rogério Ceni, que raramente dá entrevistas após os treinos no CCT da Barra Funda, fez questão de dar a sua opinião sobre a temporada 2008 do clube, que não tem conseguido demonstrar a mesma qualidade técnica de anos anteriores, quando conquistou o Brasileirão, Libertadores, Mundial...   Entretanto, o goleiro não foi feliz em suas declarações. Sobre a possibilidade de ficar fora da Libertadores no ano que vem, e ter de disputar a Copa do Brasil, Rogério Ceni demonstrou arrogância e desmereceu a capital do Amapá. Perguntado se está preocupado com a situação, o goleiro foi contundente.   "Com todo respeito à Copa do Brasil, mas eu não consigo me ver jogando em Macapá [capital do Amapá], e sim em Maracaibo", disse Rogério Ceni citando uma cidade brasileira que às vezes consegue colocar um time na Copa do Brasil e a cidade venezuelana, que constantemente realiza jogos da Libertadores do União Maracaibo.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.