Rubens Chiri/SPFC
Rubens Chiri/SPFC

'Não há técnico mais bem preparado do que eu para o São Paulo', diz Rogério Ceni

Treinador demonstra confiança no próprio trabalho após vitória na Copa do Brasil, por 1 a 0, no clássico com o Palmeiras

Redação, Estadão Conteúdo

24 de junho de 2022 | 08h49

A vitória do São Paulo sobre o Palmeiras no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil nesta quinta-feira deixou o técnico Rogério Ceni de alma lavada. O treinador aproveitou o triunfo diante de 38 mil são-paulinos para se auto elogiar. E não economizou nos adjetivos em seu trabalho no comando da equipe.

"Pessoas gostam de atacar o treinador porque ele representa muito a instituição. E eu garanto para vocês que o cara que melhor pode representar neste momento de dificuldade do clube está aqui. Vocês (da imprensa) me batem bastante, mas eu fui feito para apanhar desta maneira", disse o treinador são-paulino.

"Ou o clube fica com ele (Ceni) ou troca por outro profissional, que venha no futuro e comece tudo do zero. Mas trabalhar como eu trabalho ali dentro daquele clube, como conheço aquele clube... desculpe. Você não vai encontrar ninguém que tenha tanto conhecimento das pessoas, do lugar, que trabalhe tanto quanto eu, mas é sempre uma opção. Levantar para depois bater", completou Ceni, mostrando todo o seu ressentimento pelas críticas recebidas também dos torcedores do time.

Com a confiança elevada desta vez, Rogério Ceni vai receber o elenco do São Paulo nesta sexta-feira, às 12 horas, no CT da Barra Funda, quando o grupo será avaliado pelos profissionais da fisiologia para saber quais jogadores estarão em condições de atuar contra o Juventude, domingo, às 18 horas, no Morumbi, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Eu não poso abrir mão de jogador algum para a partida de domingo", disse o treinador. "Temos um elenco pequeno e muitos machucados. A escalação só será definida no domingo, após uma conversa que terei com cada atleta, com base nos dados da fisiologia."

O zagueiro Arboleda, que deixou o campo de maca na quinta-feira à noite, está fora. O zagueiro vai ser examinado para se saber da gravidade da lesão. "Corremos o risco de perdê-lo no restante da temporada", disse Ceni, que espera por reforços a partir de 18 de julho, quando será aberta a janela de negociações. Ceni afirmou desconhecer qualquer acerto com o atacante Marcos Guilherme. Arboleda prendeu o pé no gtramado e teve uma torção feia. Pelas imagens da TV, a lesão pareceu ser grave. Ele deixou o campo imediatamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.