Rogério Ceni triste por errar pênalti

O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, comemorou muito a vitória por 4 a 0 sobre o Tigres, nesta quarta-feira à noite, com dois gols seus - ambos de falta -, mas confessou-se triste por errar o pênalti. "Treinei 50 faltas e 30 pênaltis. As faltas entraram, mas no pênalti, a bola foi caprichosa. Estou triste porque era minha obrigação fazer. Foi o terceiro pênalti seguido e hoje não deu. Mas continuo batendo. Sou o batedor oficial e cobro todas ou nenhuma", afirmou Ceni.Ele, que perdeu a chance de marcar três gols em uma partida pela primeira vez, não considera a disputa liquidada. "Ainda tem um jogo difícil pela frente. Mas não se pode negar que demos um grande passo rumo à classificação. Não se pode esquecer o currículo do São Paulo, que jogou várias Copas Libertadores e enfrentava um debutante mexicano."Agora, Rogério Ceni tem 44 gols na carreira, 35 de falta e nove de pênaltis. Marcou 11 gols no ano. É um dos artilheiros do time no torneio continental, com quatro gols, junto com Luizão e Grafite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.