Rogério Ceni volta a criticar diretor

No dia seguinte à saída do técnico Oswaldo Alvarez, o ambiente no Centro de Treinamento do São Paulo continuava turbulento. O goleiro Rogério Ceni voltou a ser o protagonista do dia ao reclamar em público do diretor de Futebol José Dias. Os dois estão em atrito desde que o goleiro disse ter recebido uma proposta do Arsenal, da Inglaterra, há cerca de um mês.O segundo capítulo da discórdia ocorreu ontem, quando o goleiro foi contrário à demissão de Vadão. Dias rebateu dizendo que Rogério deveria se preocupar apenas em jogar futebol. Hoje a crise se acirrou. O goleiro revelou que só não aceitou a proposta do clube inglês porque Dias lhe prometeu um reajuste salarial. "Acho desagradável prometer algo e não cumprir", desabafou. Rogério, no entanto, garantiu que não pensa em deixar o clube neste momento. Ele tem contrato até 2004. "Sou profissional, nunca descumpri os meus compromissos", disse o jogador.Para Paulo Amaral, o goleiro voltou a se exceder nas declarações. "O Rogério é impaciente, não deveria levar a público algo particular", reclamou. Mas ele garantiu que não haverá punição ao goleiro. "Iremos discutir sua situação internamente." O grupo ganhou folga a partir de hoje. A reapresentação está prevista para o dia 4.Técnico - ?O São Paulo estava em queda livre, precisei tomar uma atitude para segurar?, disse Paulo Amaral, para justificar a saída do técnico Oswaldo Alvarez. A eliminação do time no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil instaurou o pânico entre os dirigentes. Na quinta-feira, Vadão foi avisado que sua situação era irreversível. "Chega um momento em que é necessário mudar tudo", observou Paulo Amaral. Além de Vadão, foram dispensados o auxiliar-técnico Ivo Secchi e o preparador físico Walter Grassman.O presidente ressaltou, no entanto, que a passagem de Vadão foi importante para o clube. "Devemos a ele a revelação de novos talentos", ressaltou, referindo-se a Kaká, Júlio Baptista e Júlio Santos. A idéia dos dirigentes, agora, é contratar um técnico experiente, com o objetivo de ganhar títulos. Nelsinho Baptista, Ricardo Gomes e Valdyr Espinosa continuam cotados e a definição deve sair na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.