Rogério combinou cobrança de pênalti

Uma sensação de alivio tomou conta do goleiro Rogério Ceni, após a vitória apertada por 3 a 2 do São Paulo sobre o Al Ittihad - resultado que garantiu a equipe brasileira na final do Mundial de Clubes da Fifa. O time do São Paulo começou bem mas, aos poucos, foi cedendo espaço ao adversário e chegou a levar sufoco em vários momentos do jogo. O goleiro - autor do gol que acabou dando a vitória ao Tricolor - disse que não ficou surpreso com o desempenho do Al Ittihad.?Nós sabíamos que encontraríamos dificuldades e encontramos. Eles tem jogadores altos, de força física e boa técnica, mas soubemos superar os problemas e vencer?, disse ele em entrevista à Rede Globo. Segundo ele, o desempenho da equipe saudita ?mostra a evolução do futebol no mundo?, concluiu. Rogério revelou que havia combinado antes com Amoroso que cobraria o pênalti, caso ocorreresse. ?Nós combinanos antes do jogo que eu cobraria se houvesse um pênalti. E até foi bom, porque se não o Amoroso iria ficar com a moral muito alta (marcou 2 dois gols)?, brincou. Para o goleiro, o acordo entre os dois é uma demonstração de união. ?Isso mostra que o grupo está unido?, disse Rogério. ?Em outras ocasiões eu já passei a bola para ele também?, lembrou.O São Paulo volta a campo no domingo, para enfrentar o vencedor do confronto entre o Liverpool e o Saprissa, que jogam amanhã de manhã (horário brasileiro). A finalç está marcada para domingo, em Yokohama.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2005 | 10h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.