Rogério espera definições no Corinthians

Rogério gostaria muito que, na volta das férias, em janeiro, o Corinthians já tivesse o elenco definido para o resto da temporada. "Se isso acontecesse, seria muito bom para nós e para o treinador. O grupo de jogadores iria ganhando entrosamento e poderia render muito mais desde o início do ano." Para o capitão do Corinthians, a queda de rendimento do time no segundo semestre deveu-se justamente ao desmanche que precedeu a chegada de muitos jogadores novos. "Saíram o Liédson, Jorge Wagner, Leandro, Kléber e Fábio Luciano e a diretoria precisou buscar gente nova. Todos bons, mas até acontecer um entrosamento como o de antes, é difícil, quase impossível." Juninho também espera contar com os reforços que pediu já em janeiro. O técnico não acredita que a falta de dinheiro do clube possa atrapalhar as negociações. "Todos os clubes estão com dificuldades, não é só o Corinthians. Mas é um clube forte, que tem crédito e que pode resolver esse assunto." O Corinthians negocia com os atacantes Dimba e Grafite, do Goiás, com lateral-esquerdo Gilberto e o volante Tinga, ambos do Grêmio - que também está devendo. E há mais tempo que o Corinthians.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.