Rogério festeja e abandona cautela após vitória

'Era um jogo chave para a gente, porque não tínhamos a certeza da vitória', conta o goleiro

28 de outubro de 2007 | 19h38

A exemplo dos companheiros, o goleiro Rogério Ceni deixou de lado o estilo cauteloso e festejou muito o suado triunfo deste domingo por 2 a 1 sobre o Sport, na Ilha do Retiro. "Era um jogo chave para a gente, porque não tínhamos a certeza da vitória", comentou. "Mas na quarta-feira, pelo fato de atuarmos em casa e com a força de nossa torcida, temos tudo para conquistar o título." Veja também: São Paulo vence e fica a uma vitória do título do Brasileirão O camisa 1 são-paulino tem certeza de que o Morumbi estará lotado e espera incentivo total dos torcedores. "Esse é o momento de a torcida nos apoiar. Será excepcional festejar o título em casa, como ocorreu no ano passado, contra o Atlético Paranaense", avaliou Rogério Ceni, referindo-se ao empate por 1 a 1, no dia 19 de novembro, que garantiu para a equipe a taça de 2006, com duas rodadas de antecedência. "Cabe a nós, em campo, fazer o máximo para retribuir esse apoio, para que possamos comemorar o título", observou Rogério. A diretoria do São Paulo espera pelo menos 60 mil pagantes, na quarta-feira.  O goleiro lamentou o pênalti desperdiçado, ainda no primeiro tempo, mas comentou o gol que abriu o placar - o 77.º da carreira. "Foi uma cobrança difícil, porque havia muita gente na frente", disse. "Sempre vou para a cobrança com o pensamento de marcar o gol. Às vezes, não dá certo, como ocorreu no pênalti." O centroavante Aloísio também saiu de campo satisfeito. Além de fazer o gol que praticamente decidiu a partida, o camisa 14 voltou a incomodar os zagueiros, como no pênalti que sofreu, cometido por Bia. "Dei uma pedalada paraguaia, à la Robinho", brincou. "O importante é que marcamos bem, no segundo tempo, e conseguimos o resultado", observou. Jorge Wagner, um dos destaques do São Paulo, ficou aliviado com a chance de levantar a taça de campeão do Brasileiro em casa. "Agora, é voltar para São Paulo e decidir no Morumbi", desabafou o camisa 7.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.