Rogério ironiza novo formato do Mundial

A notícia de que o Corinthians não teria vaga garantida no Mundial Interclubes de 2005 foi mal recebida no clube. O lateral-direito Rogério ironizou a proposta do presidente da Fifa, Joseph Blatter, de dar vaga apenas aos seis campeão continentais. "Se fosse o Real Madrid, duvido que não teria uma vaga", disse o jogador - ele volta ao time quinta-feira, contra o Juventus. "Mas como é o Corinthians, clube brasileiro..." Apesar de o time ter sido o campeão da primeira e única edição da competição, em 2000, o clube só terá lugar no torneio se conquistar a Libertadores de 2005. "Então, vamos ganhar a Libertadores, é o jeito", disse Rogério. "Tudo é sempre assim no Corinthians. Tudo é mais difícil. Precisamos sofrer muito para tudo e esse é apenas mais um exemplo", analisou. O técnico Oswaldo de Oliveira, que treinava a equipe campeã mundial em 2000, viu na não concessão da vaga um prejuízo ao elenco corintiano. "Se a gente tivesse lugar garantido no Mundial, todos os setores desse clube iam se movimentar para fortalecer o elenco, para formar uma equipe forte." E, ao contrário de Rogério, Oswaldo evitou qualquer empolgação ao falar na possibilidade de o time chegar ao Mundial . "Tem muita coisa ainda para acontecer. Teremos adversários de grande porte à nossa frente e precisaremos superar a Libertadores, que é um sonho antigo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.