Rogério Micale promete seleção brasileira sub-20 mais leve e técnica no Mundial

Ao anunciar a lista dos jogadores que vão disputar o Mundial Sub-20 nesta sexta-feira, o técnico Rogério Micale, substituto de Alexandre Gallo, demitido na semana passada, deixou evidente a maneira como a equipe vai se atuar. Ele privilegiou jogadores mais leves e técnicos, deixando de lado o futebol de força do Campeonato Sul-Americano na qual a equipe ficou na quarta colocação.

GONÇALO JUNIOR, Estadão Conteúdo

15 de maio de 2015 | 16h02

Neste contexto, o corte de Yuri Mamute, por exemplo, jogador de força do Grêmio, foi sintomático. "Foi um corte que atendeu aos nossos critérios. É um jogador importante, mas neste momento, temos outro um conceito de jogo. Queremos dar um outro rumo para a seleção brasileira, com jogadores técnicos e leves", disse o treinador, em entrevista coletiva em Atibaia, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira. Além de Mamute, também foram cortados David e Bruno Lopes (Criciúma) e Caio Rangel (Cagliari).

Rogério Micale também comentou o fato de assumir uma equipe formada pelo técnico Alexandre Gallo, faltando menos de 20 dias para a disputa do principal torneio da categoria. "A lista já estava pronta, mas isso é uma coisa do futebol. A gente não tem a participação efetiva, mas o Brasil tem jogadores tão bons que é possível formar várias seleções competitivas", afirmou o treinador.

A equipe embarca neste sábado para a Austrália, onde realizará a segunda etapa da preparação para a competição. Serão 10 dias de treinamentos. No dia 1.º de junho, às 13 horas (22 horas do dia 31 de maio no horário de Brasília), a seleção estreia contra a Nigéria, atual campeã mundial sub-17.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.