Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Rogério sente tornozelo, mas diz não se preocupar

Goleiro retira bandagem nos minutos finais contra o Avaí e diz ter sentido contusão no pé fraturado

12 de setembro de 2009 | 20h51

Rogério Ceni começou o jogo contra o Avaí com uma bandagem no tornozelo esquerdo, mas tirou a proteção no final. O goleiro terminou a partida, que teve vitória do time do Morumbi, mancando, mas garante que não será desfalque para o jogo contra o Santo André, no próximo domingo.

Veja também:

link São Paulo vence o Avaí por 2 a 0 e encosta no Palmeiras

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Nos últimos 10 minutos senti um pouquinho, mas agora é trabalhar direitinho para não ter problema para os próximos jogos", garantiu Rogério, se referindo ao mesmo pé que havia fraturado durante as semifinais do Paulistão.

O goleiro comemorou a vitória e o fato de o São Paulo jogar no sábado. Segundo ele, os adversários é que agora estão pressionados para vencer as partidas deste domingo.

"O resultado foi bom. É bom jogar primeiro que os outros por que jogamos sem pressão. É diferente quando você joga com a pressão de vencer para se manter na briga, como foi na semana passada. É claro que Palmeiras [contra o Vitória] e Inter [contra o Cruzeiro] ainda vão jogar, mas a pressão agora é toda deles", comentou Rogério.

MUITA CALMA

Ainda no intervalo do jogo contra o Avaí, no Morumbi, o goleiro são-paulino Rogério Ceni pediu para o árbitro Leandro Pedro Vuaden relevar as reclamações de Borges, na tentativa de evitar cartões ao atacante.

"Pedi para o árbitro não levar para o lado pessoal as reclamações do Borges, que ficou reclamando muito de algumas faltas. Gosto dele, é um bom árbitro", disse o goleiro, em entrevista à Rádio Jovem Pan, no intervalo.

Borges confirmou que reclamou de algumas faltas não marcadas na primeira etapa. "Realmente ele [árbitro] não deu algumas faltas em mim, mas estas coisas acontecem. Foi a opinião dele. Ele foi bem no jogo, então não tem nenhum problema."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.