Rogério volta a treinar no São Paulo

Atendendo a um pedido da comissão técnica do São Paulo, o presidente do clube, Paulo Amaral, decidiu nesta quarta-feira dar uma trégua na briga com Rogério Ceni, suspenso por 28 dias, e autorizar o goleiro a voltar aos treinos. Entretanto, ele treinará separado e em horário diferente do restante do grupo. O ponto final no desentendimento será na semana que vem, quando o dirigente se reúne com o jogador, que promete pedir perdão e pode ser reintegrado.Após convocar uma entrevista coletiva e exigir retratação da diretoria, Rogério Ceni foi suspenso por 28 dias, sem direito a treinos e salários. Três dias depois, arrependeu-se e escreveu uma carta para Paulo Amaral, pedindo o perdão. O dirigente, com compromissos marcados, não pôde se reunir com o atleta, por isso, o encontro será na semana que vem, quando Paulo Amaral retorna de viagem.O pedido para que o goleiro pudesse, ao menos treinar foi feito pelo preparador de goleiros do clube, o chileno Roberto Rojas. "Vai ser bom ter o atleta em atividade. Assim, ele volta com ritmo e moral", disse Rojas. Rogério estava treinando em quadra de piso sintético, inadequado, segundo o preparador e volta a trabalhar no Centro de Treinamento da Barra Funda na tarde desta quinta-feira. "A punição de 28 dias continua vigorando, mas é bom que ele reinicie um trabalho", disse Nelsinho. "Houve um consenso entre a diretoria." Rogério esteve no Centro de Treinamenro na manhã desta quarta-feira para fazer exercícios físicos e conversou com os companheiros, que estavam concentrados para o jogo com o Peñarol. Recebeu conselhos do agora titular Roger. "Tivemos uma conversa mais longa. Ele disse que aos poucos a poeira baixa e ele logo volta a treinar com o time", afirmou Roger.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.