Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Roma bate CSKA Moscou e encaminha vaga na Liga dos Campeões; Valencia ganha a 1ª

Time italiano chega aos nove pontos com vitória por 2 a 1, fora de casa

Estadão Conteúdo

07 Novembro 2018 | 17h58

A Roma venceu o CSKA Moscou por 2 a 1, nesta quarta-feira, fora de casa, pela quarta rodada do Grupo G da Liga dos Campeões da Europa. Com os pontos conquistados, o time italiano agora soma nove, cinco a mais do que a equipe russa, em disputa que envolve o Real Madrid por vagas na próxima fase.

O primeiro gol da partida saiu logo aos três minutos do primeiro tempo. O meia italiano Lorenzo Pellegrini bateu escanteio pelo lado direito, na cabeça do zagueiro grego Kostas Manolas, que se antecipou à tentativa de interceptação do goleiro russo Igor Akinfeev e finalizou para as redes.

O CSKA Moscou só conseguiu chegar ao empate na segunda etapa. Logo aos cinco minutos, o meia islandês Arnór Sigurosson recebeu passe dentro da área, dominou e chutou forte, de perna direita, sem chance para o goleiro sueco Robin Olsen. O momento favorável aos russos não durou, uma vez que, cinco minutos depois, o defensor islandês Hörour Magnússon recebeu o segundo cartão amarelo dele no confronto e foi expulso.

A Roma aproveitou a superioridade numérica em campo e chegou ao segundo gol, desta vez com Pellegrini. Dentro da área, em posição duvidosa, o meia aproveitou sobra de chute do compatriota Bryan Cristante, bola que desviou na defesa do CSKA Moscou e caiu livre para o italiano dominar e chutar de perna esquerda. A equipe romana conseguiu reter a bola na sequência do jogo e perdeu chances de ampliar a vantagem, mas pouco foi ameaçada até o apito final. O zagueiro brasileiro Juan Jesus entrou nos minutos finais e ajudou na manutenção do resultado.

Na próxima rodada, a Roma vai receber o Real Madrid, em partida que pode garantir a vaga do time italiano nas oitavas de final. Já o CSKA Moscou terá de vencer os próximos dos jogos - contra o Viktoria Plzen, em casa, e Real Madrid, fora - para continuar na disputa por classificação.

Pelo Grupo H, o Valencia venceu o Young Boys por 3 a 1, em casa, naquele que foi o primeiro triunfo da equipe espanhola nesta edição da Liga dos Campeões. Os espanhóis Santi Mina, duas vezes, e Carlos Soler fizeram os gols do time deles, enquanto que o atacante marfinense Roger Assalé marcou para os suíços.

Três gols saíram ainda no primeiro tempo. Aos 13 minutos, o atacante Rodrigo passou para Soler chutar de cavadinha e acertar a trave, rebote que se ofereceu para Mina empurrar para as redes, sem goleiro. Assalé aproveitou bola roubada pelo Young Boys no meio de campo e concluiu contra-ataque com um chute cruzado, aos 36, mas Mina desviou com o pé direito bola cruzada pela direita, chute que botou o Valencia à frente do placar de novo, aos 41. Soler recebeu outro bom passe de Rodrigo, agora aos 10 do segundo tempo, e deixou o dele no duelo.

O time espanhol foi a cinco pontos na tabela de classificação, mas terá dura missão nas duas últimas rodadas do Grupo H. Para alcançar a próxima fase, o Valencia dependerá de bons resultados contra a Juventus, fora de casa, e o Manchester United, no estádio Mestalla. O Young Boys tem apenas um ponto após quatro jogos, por isso dificultou a possibilidade de conseguir uma vaga no mata-mata da Liga Europa, reservada para os terceiros colocados das chaves.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.