Roma bate o Genoa e fica a um ponto da líder Juventus no Italiano

Equipe entrou em campo para pegar o Genoa e fez a parte dela; com isso, reduziu para um ponto a distância que a separa da Juve

Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2014 | 14h01

Bastaram dois empates seguidos da líder Juventus para que o Campeonato Italiano pegasse fogo. Neste domingo, 14, logo depois da equipe de Turim ficar no 1 a 1 com a Sampdoria, a Roma entrou em campo fora de casa para pegar o Genoa e fez a parte dela, vencendo por 1 a 0. Com isso, reduziu para um ponto a distância que a separa da Juve.

Os romanos foram a 35 pontos, enquanto a Juventus soma 36 após 15 rodadas. Na briga pelo terceiro lugar, tudo igual. A Sampdoria foi aos mesmos 26 pontos que o arquirrival Genoa e que a Lazio. O Napoli visita o Milan, ainda neste domingo, e pode saltar de 24 para 27, assumindo um lugar no G3 - a Itália tem três vagas na Liga dos Campeões.

O único gol do jogo no Estádio Luigi Ferraris foi marcado pelo belga Nainggolan, aos 40 minutos do primeiro tempo, acertando um voleio da linha da grande área após bom cruzamento do brasileiro Maicon. A bola foi no cantinho esquerdo do goleiro Lamanna.

Naquele momento, o Genoa já jogava com um jogador a menos porque o goleiro Perin cometeu pênalti em Nainggolan, aos 29, e foi expulso. Ljajic cobrou e parou em Lamanna, que havia acabado de entrar na partida. Totti só entrou no segundo tempo.

OUTROS JOGOS

Também neste domingo, dois veteranos marcaram na vitória do Verona sobre a Udinese, por 2 a 1. Di Natale abriu o placar de cabeça para o time da casa e Luca Toni fez o 300.º gol da sua carreira ao driblar bonito um zagueiro na área e chutar forte. Christodoulopoulos virou no comecinho do segundo tempo.

Já no Ennio Tardini o Parma não saiu de um empate sem gols com o Cagliari dos brasileiros Daniel Avelar, João Pedro, Caio e Diego Farias. Os dois times estão na zona de rebaixamento: o Parma em último, com míseros seis pontos, e o Cagliari na antepenúltima posição, com 12.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.